Como gerar leads pelo Instagram Stories

stories.jpg

Sucesso desde o seu lançamento, essa função do Instagram, que permite que os usuários adicionem fotos, vídeos ou gifs em seu perfil por 24 horas, além de poder editar e adicionar frases, ícones e desenhos para destacar as histórias postadas, vem ganhando cada vez mais adeptos.

Mas como gerar leads qualificados por meio dos Stories?

Selecionamos algumas dicas para você. Confira!

1.      Defina o seu público-alvo

Como toda e qualquer estratégia de marketing, é essencial definir bem seu público-alvo, ou seja, aquelas pessoas que deseja atingir com as suas campanhas dentro do Instagram Stories.

Para estabelecer quem é a persona ideal para o seu negócio, realize uma pesquisa entre seus consumidores para entender os interesses e os pontos problemáticos do seu mercado-alvo. Tendo essas informações, você vai conseguir entender melhor seu mercado e os pontos de interesse dele.

2.      Crie uma Lading Page

Após entender seu público e confirmar se ele está realmente ativo dentro da plataforma, é hora de criar uma Landing Page (ou página de captura) para captação de leads para o seu negócio.

Com essa página de captura, você poderá colocar em suas histórias um call-to-action de "arraste a tela" para complementar o conteúdo apresentado e levar os usuários a interagirem e conhecerem a sua marca.

Uma dica é sempre manter essa página configurada e atualizada para que a mensagem passada convença as pessoas que acessarem a sua Landing Page a se cadastrarem lá.

Os elementos que devem ser utilizados na página para gerar conversão dos usuários são:

·         Título chamativo;

·         Imagens;

·         Formulário de captação de e-mail;

·         CTA (call to action ou chamada para ação)

 

3.      Elabore uma boa história

Agora é hora de elaborar um conteúdo que seja criativo, divertido e que envolva sua audiência. Veja três dicas importantes para ajudar a criar uma boa história e aumentar a captação de leads:

·         Utilize links e call-to-actions;

·         Use templates com sua identidade visual;

·         Faça parcerias com outros perfis relevantes;

·         Dê dicas, ensine, ajude sua audiência;

·         Lance promoções exclusivas;

 ·         Divulgue ofertas e descontos exclusivos.

  

4.      Hora de testar, medir e melhorar suas campanhas

Para conseguir medir se a suas campanhas estão sendo realmente eficientes basta checar nas métricas do Instagram para ver os números dos seus Stories. Lá é possível ver quantas pessoas assistiram, salvaram, clicaram nos links, etc.

Sabendo esses números será possível ver os erros e acertos e assim melhorar cada vez mais suas campanhas.

É preciso entender que para gerar um número realmente efetivo de leads, você deve ser estratégico e abusar da criatividade. Se inspire em perfis de marcas que você admira e teste sempre para ver o que vai funcionar com sua audiência.

 Quer mais dicas de Instagram Stories? Baixe nosso e-book gratuito!

Cópia de pinterest (1).png

Como usar Templates Customizados para sua Marca no Instagram Stories

instagramstories.jpg

O Instagram Stories está se tornando cada vez mais popular e importante para uma estratégia nas mídias sociais, mas como se destacar em meio à multidão?

 Assim como no feed, é importante que você siga o padrão da sua marca, como usar suas cores e fontes, para criar um reconhecimento de marca. Mas como fazer isso?

Para ajudar você, selecionamos algumas dicas e aplicativos para criar Stories que se destacam. Confira!

Dicas para se inspirar e usar os templates customizados no Instagram Stories

1.      Se inspire com o Creative Inspiration

Visando inspirar as marcas, o Instagram disponibilizou uma área chamada de Creative Inspiration, onde as empresas conseguem visualizar diversos modelos de conteúdos prontos para ter como base. Além disso, a plataforma dá algumas dicas para tirar o melhor proveito dessas peças, a fim de ajudar a chamar a atenção dos usuários.

2.      Escolha um bom editor de vídeo

Não adianta ter boas ideias para criar os seus stories e não conseguir tira-las no papel. Desta forma, é muito importante contar com um bom editor de vídeo, que irá auxiliar a criação e desenvolvimento dos seus stories.

Existem diversos programas simples e objetivos que auxiliam nesse processo, conheça dois deles:

·         Stories ADS – ajuda na produção de conteúdo, além de contar com vários templates de vídeos para usar como base em seus Stories;

·         FLYR – disponível apenas para iOS, esse aplicativo tem modelos pré-definidos, onde basta escolher um deles e fazer a edição. Você ainda consegue enviar imagens, alterar textos e criar animações de uma forma bem simples.

 

3.      Templates para você usar e abusar

Conseguir criar um Stories diferenciado e criativo, pode ser uma tarefa um tanto quanto complicada. Por isso, você pode usar diversos modelos pré-definidos de templates e adaptar para sua marca. Use sempre as cores e fontes padrões da sua marca para criar o reconhecimento de marca.

Alguns apps que usamos para criar esses templates:

·         Adobe Spark

·         Canva

·         Unfold

·         Hype Type

 

Dica importante: Quando for postar suas histórias não esqueça de sempre postar seus vídeos na vertical, produzir conteúdo que estimule a troca de experiências entre você e os seus seguidores, definir um número ideal de postagens a cada 24 horas, utilizar tags e hashtags e explorar os Gifs.

Se a sua marca seguir todas essas dicas, você conseguirá criar Stories personalizados, interativos e que destacam seus produtos e serviços.

Gostou das dicas? Costuma usar os Stories para sua divulgar sua empresa? Comente abaixo.

IGTV: Como usar a nova plataforma do Instagram

IGTV.JPG

Lançado recentemente pelo Instagram, o IGTV chegou para transformar o mercado de vídeos online. A plataforma que tem seu foco voltado exclusivamente para o mobile, tem o seu objetivo bem diferente do canal do Youtube e os outros diversos canais tradicionais.

Após o seu lançamento, as ações do Facebook subiram 2,3% diante dessa grande novidade. Outra pesquisa realizada pela empresa Ericsson chegou à conclusão que os vídeos mobile deverão ter um crescimento anual de aproximadamente 45%, atingindo 73% de todo o tráfego mobile até 2023.

O IGTV pode ser acessado diretamente pelo Instagram ou também por meio de um aplicativo separado disponível para download para aparelhos iOS e Android. Mesmo sendo aplicativos diferentes, as plataformas se conversam entre si e possuem um visual bastante semelhante.

A sua atualização é bem simples e possui algumas vantagens, assim como a publicação de vídeos mais longos, de até 60 minutos cada um, com resolução em 4K. Porém, a única desvantagem é que os eles só podem ser gravados na vertical, impossibilitando que ele seja visto no desktop.

Para os influenciadores digitais e os produtores de conteúdo, a plataforma ainda disponibiliza a adição de CTAs nos vídeos, o famoso "arraste para cima", o que é extremamente relevante para que os usuários sejam direcionados para outros sites, blogs, landing pages ou plataformas.  

Outro destaque, que deixa a ferramenta ainda mais interessante, é que as transmissões podem ser segmentadas, podendo ser encontradas entre as categorias:

·         Para você – vídeos considerados pelo Instagram relevantes para você;

·         Seguindo – seleção de vídeos dos perfis que você segue;

·         Populares – os vídeos mais visualizados no IGTV;

·         Continuar assistindo – caso você tenha parado de assistir algum dos vídeos e deixado ele pela metade, será possível acessá-lo novamente e continuar assistindo da onde parou. 

Como criar um canal no IGTV

Você pode criar um canal de duas formas, por meio do próprio Instagram, clicando no ícone da engrenagem e, depois, em “criar canal”, ou pelo aplicativo do IGTV, você pode criar uma nova conta ou fazer a integração de uma conta já existente.Ao optar por uma dessas opções seu canal será criado imediatamente. 

Já para fazer a publicação de vídeos, basta clicar no ícone com a sua foto de perfil que fica localizado ao lado da barra de pesquisa. Selecione carregar vídeo e escolha o arquivo que deseja postar em seu canal. Após escolhê-lo, você precisará editar a capa, o título, a descrição e se vai querer publicá-lo também em seu Facebook. Pronto, agora é só clicar em publicar que seu vídeo estará disponível para visualização no IGTV.

Acompanhe a sua audiência

Além de todas essas diversas vantagens, a plataforma disponibiliza para os seus usuários os dados para que seja possível acompanhar a sua audiência. Ao selecionar seus vídeos, clique no ícone de três bolinhas que fica localizado ao lado de mensagem e seleciona informações. Lá será possível saber, número de visualizações, curtidas e comentários, porcentagem média assistida de seu vídeo e em quais momentos seu público deixou de assisti-lo.

Com isso, será possível analisar quais são os pontos fortes e fracos dos vídeos postados, ajudando você a encontrar soluções para melhorar ainda mais, mesmo ainda não sendo uma plataforma profissional.

Principais ideias de conteúdos para os vídeos do IGTV

·         Entrevistas – compartilhamento de entrevistas de uma forma mais simples e objetiva, ajudando na interação com os usuários;

·         Tutoriais – podem ser criados conteúdos ensinando e dando dicas de maquiagem, faça vocês mesmo e para apresentar produtos, novidades e hacks;

·         Webinars – é possível publicar seminários, oferecendo aos usuários conteúdos diferenciados e valiosos sobre um determinado tema.

Vantagens da plataforma

·         Maior credibilidade com o público;

·         Sistema de busca simples e prático;

·         Experiência muito mais fluída;

·         Facilidade para criação de um canal e postagem dos vídeos;

·         Maior visibilidade.


E aí, já criou seu canal na plataforma? Conte para nós!

Cópia de pinterest (2).png


 

 

 

Comment

Bibiana Riedhorst

Formada em Jornalismo, especialista em Comunicação Empresarial, atua há mais de 20 anos no segmento de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas. Desde 2008, trabalha com mídias sociais para marcas, como AlphaGraphics, Fast Frame Molduras, Assist Card, etc. Além de comandar a PR Digital, Bibiana é mãe de três e compartilha suas memórias no Instagram pelo perfil @maedenegocios!

COMO GERAR VENDAS PELO INSTAGRAM

vendasinstagram.jpg

O Instagram é uma rede social excelente para gerar vendas para seu negócio. Mas para ser bem-sucedida nessa rede social (e, aliás, em todas as outras mídias sociais), é importante entender bem como funciona a plataforma e seus usuários.

 Por isso, hoje vou compartilhar nesse post algumas dicas para quem deseja usar o Instagram para negócios:

 1.       COMPREENDA AS MÍDIAS SOCIAIS

Como sempre falo, as pessoas não estão nas mídias sociais para comprarem e sim para se inspirarem, se divertirem e se relacionarem. Por isso, a venda nas mídias sociais deve ser mais sutil. Vender sem vender. Você precisa primeiro conquistar sua audiência por meio de conteúdo relevante para depois vender para ela.

 2.       ENTENDA A JORNADA DO CLIENTE

Como diz o especialista Simon Sinek, “as pessoas hoje não compram o que você faz, mas sim o porque você faz isso”. Ou seja, se você não mostrar no seu perfil o que a motivou a fazer o que faz e qual o propósito da sua marca, as pessoas dificilmente vão comprar de você. Por ser uma plataforma visual, poste fotos suas, conte sua história e seu propósito como marca para que as pessoas se identifiquem com você e sua marca.

 
3.       USE O INSTAGRAM COMO PARTE DA SUA ESTRATÉGIA

Você precisa estar no Instagram, pois o seu consumidor está nessa rede social. Mas não aposte todas as suas fichas nas plataformas sociais, pois elas sempre serão um canal emprestado. Sempre indico que você tenha um canal próprio, que pode ser seu blog, site ou lista de e-mails. E leve seus seguidores para esse canal. Dessa forma, você não dependerá única e exclusivamente das mídias sociais para vender seus produtos.

 
4.       CONSTRUA UM RELACIONAMENTO COM SUA AUDIÊNCIA

Antes de vender para sua audiência, você precisa conquistar seu público. As pessoas só comprarão de você se GOSTAREM e CONFIAREM em você. Por isso é importante interagir e se relacionar com seu público. Peça para comentarem e interja (curta e comente) também. Além de criar um relacionamento, o engajamento é um fator importante para que o algoritmo do Instagram mostre mais seus posts para sua audiência.

 5.       FAÇA SEMPRE CHAMADAS PARA AÇÃO (CTA)

E finalmente você deve sempre dizer à sua audiência o que espera que ela faça. Em cada post, faça uma chamada para ação pedindo para as pessoas comprarem algo, comentarem, mandarem um email, etc... Exemplos de CTAs: Clique no link da bio para comprar, mande uma DM para saber mais, Comente abaixo, etc... Parece algo óbvio ou sem importância, mas uma chamada para ação faz toda diferença nos resultados.

 E aí, gostou desse post? Comente abaixo o que achou. Vou adorar saber sua opinião! :)


vendasinstagram.png


#ElaÉSocial: Alessandra Garattoni

PG454592-D6E07D66-F329-45A5-BD1A-41BE70E2AC87.jpg

Conheça um pouco mais da carioca de São Paulo, mãe da MH e serial blogger Ale Garattoni, dona dos perfis @amobranding e @blog5sentidos.

1.       Quais seus 3 perfis favoritos no Instagram e por quê?

Eu sou muito (e cada vez mais!) inconstante em relação a perfis favoritos. Cada semana isso parece mudar. Eu amo descobrir gente nova e vira e mexe dou uma editada na minha lista de seguidos. Mas eu adoro seguir gente pra cima, feliz, que não arranja “um problema pra cada solução”. Também gosto de quem compartilha de maneira genuína e se conecta com seguidores. Adoro @marthagraeff, @daniellasarahyba, @yogalifestylebr, @vestidademae... Essas são algumas que assisto quase sempre! Opto por não seguir pessoas ligadas direta ou indiretamente a minha área profissional, então minhas escolhas nesse sentido são mais relacionadas a hobby mesmo.

2.       Como você começou seu primeiro blog e o que a motivou a começar?

Paixão por escrever e compartilhar! E lá se vão quase 15 anos! Nunca, em nenhum dos blogs que tive, houve alguma pretensão.


3.       Como você construiu sua comunidade atual nas mídias sociais?

Da maneira mais orgânica, espontânea a intuitiva do mundo. Não ligo pra números nem tenho este tipo de meta.


4.       O que você espera para seu negócio atual?

Muita gente produz posts na internet para, com esse marketing de conteúdo, vender seus produtos e serviços. Eu vendo meus serviços (cursos e palestras corporativas) para poder produzir conteúdo gratuito nas redes sociais, minha verdadeira paixão, o que alimenta minha alma.


5.       Qual sua forma favorita de engajar sua audiência?

Não me preocupo com isso e jamais pauto o que vou publicar pensando em engajamento. Não estou dizendo que esse é o certo (acredito sim no poder de boas estratégias), mas ainda tenho minhas redes muito mais como prazer/hobby do que qualquer outra coisa. No geral, publico aquilo que eu gostaria de ler!


6.       Conforme sua comunidade cresceu, veio alguma dificuldade com esse crescimento? Se sim, qual/quais?

Lá atrás, no início do boom dos blogs, quando eu tinha o ItGirls, achei difícil lidar com a exposição que a internet trazia. Hoje, até por ter amadurecido mais, encontrei o meu ponto de equilíbrio - eu sou mais reservada, caseira e está tudo certo, não acredito que tenho que abrir mão da minha personalidade para conseguir meus objetivos nem muito menos que devo seguir uma fórmula para isso!

7.       Há 5 anos você esperava estar fazendo o que faz hoje? E como as mídias sociais contribuíram para seu negócio atual crescer?

Sei que devo quase tudo que consigo profissionalmente à internet! E isso desde quando eu ainda trabalhava em revistas. Blogs e redes sociais são meus hobbies que me ajudam a exibir minha marca (pessoal) para o mundo.


8.       Quais são os apps que não podem faltar no seu celular?

Notes e Reminders, estes basiquinhos que já vêm no iPhone. Minha vida está nessa nuvem! Também adoro o Insight Timer (meditação) e não viveria sem música (uso Apple Music e Spotify, porque não consigo me decidir só por um!)

Guia básico para usar o Pinterest para seu negócio

blueworkhome(31).jpg

Lançado em 2010, o Pinterest só começou a ganhar força nos últimos anos, ultrapassando os 70 milhões de inscritos, e se tornou uma das melhores estratégias para levar tráfego para seu blog/site atualmente!

Segundo uma pesquisa realizada pela própria plataforma, metade dos usuários que utilizam o Pinterest concretizam suas compras após ver um pin impulsionado. Além disso, 67% dessas pessoas dizem ter conhecido uma determinada marca por meio do canal.

Uma boa estratégia no Pinterest não só aumenta os acessos do seu site como direciona tráfego para suas outras mídias sociais. Por isso, resolvemos criar esse guia básico para você usar o Pinterest como uma ferramenta para o seu negócio.

Guia básico para usar o Pinterest para o seu negócio

Antes de mais nada vamos entender como o Pinterest funciona.

O Pinterest nada mais é que um mural de inspiração. Os usuários compartilham imagens que podem ser pinadas, ou seja, salvas em diferentes pastas/boards.

Ele é ótimo para organizar ideias e inspirações dentro de um único local, ao invés de ficar baixando referências e lotando o seu computador de imagens. Imagine um quadro de cortiça ou de fotos, em que você coloca suas inspirações. Essa é a ideia que o criador da plataforma Ben Silbermann quis passar com o Pinterest.

Mas vamos ao que interessa. Como usar o Pinterest em seu negócio? Confira um guia básico e bem objetivo.

Crie um perfil de negócios

O primeiro passo, com certeza, é criar uma conta empresarial, afinal ela será muito mais vantajosa que um perfil pessoal. Ao criar essa conta, o seu perfil automaticamente se tornará público, permitindo que pessoas de todo o mundo interajam, conheçam sua marca e vejam as imagens postadas por você.

Para criar sua conta é bem simples, pasta seguir o passo a passo e colocar todas as informações necessárias. Após a verificação que o seu site é realmente confiável, seu perfil estará disponível para que você consiga alcançar os potenciais clientes para o seu negócio.

Adicione o Pin it em seu site

 O botão pin it é uma forma de fazer com que os visitantes do seu site salvem suas fotos e ainda sejam migrados para os seus painéis no Pinterest. Assim você conseguirá divulgar a sua marca para outros diversos membros desse canal, uma vez que ao pinar um conteúdo ele é divulgado automaticamente para todas as pessoas que o seguem na rede.

Para facilitar a configuração e a instalação do botão em seu site, o Pinterest disponibiliza instruções básicas para fazer e ajuda-lo nesse processo.

Acrescente links em suas imagens

Outra parte muito importante ao usar o Pinterest para o seu negócio, é adicionar em seus pins links que direcionem os usuários para seu site, blog, landing page ou redes sociais. Desta forma, você conseguirá gerar um número maior de tráfego em sua página e começar a ser conhecido pelos seus seguidores.

Mantenha o controle total do tráfego de referências e dos leads gerados por meio dessa rede social. Esses dados de ajudarão a entender melhor o quanto o Pinterest está sendo útil para o seu negócio em comparação aos outros canais que está utilizando.

Aposte nos recursos visuais 

Para chamar a atenção dos usuários para o seu negócio ao utilizar o Pinterest, é preciso antes de mais nada é usar e abusar dos recursos visuais, afinal esse é o principal objetivo dessa ferramenta.

É preciso entender que os usuários só interagem com imagens que realmente contenham uma boa produção e que sejam originais e criativas. Por isso, se o seu negócio possui recursos para criar esse tipo de imagem, não economize.

Crie em seu perfil painéis com títulos e imagens que consigam atrair o seu público-alvo e que consiga transmitir a qualidade e eficiência dos produtos e serviços disponibilizados pela sua marca.

Uma ótima ferramenta para criar templates para o Pinterest é o Canva.

Utilize o Rich Pins

O Rich Pins serve para disponibilizar aos usuários informações relevantes e eficazes sobre os pins que são interessantes para essas pessoas. O Pinterest oferece 5 tipos diferentes de rich pins que torna possível adicionar detalhes e informações específicas para seus pins:

1.       Pins de artigos: permite que seja incluído título, autor, descrição e link;

2.       Pins de produtos: permite que seja incluído preço, disponibilidades e informações onde comprar;

3.       Pins de receitas: permite a inclusão de ingredientes, tempo de cozimento e informações de como servir;

4.       Pins de filmes: incluem classificações, elenco e opiniões/críticas;

5.       Pins de lugares: permite que sejam inclusas morada, número de telefone e mapa.

Agora é só definir qual rich pin que incluir, para então adicionar as metatags necessárias ao seu site e validar seu rich pins.

Não esqueça de manter um relacionamento com seus seguidores

Agora é hora de manter um bom relacionamento com seus seguidores e sempre respondê-los quando necessário, para mostrar que está ativo e se preocupa com a opinião deles.

Não esqueça que são essas pessoas que divulgaram sobre o seu negócio, por isso resposta suas dúvidas, questionamentos e interaja com eles de forma educada e cordial.

Esperamos que você tenha gostado de nossas dicas para usar o Pinterest para divulgar seu site/blog. Então, o  que está esperando? Comece agora a pinar!

 

Cópia de pinterest.png

5 Dicas para selecionar influenciadores digitais no Instagram

influenciadordigital.jpg

O marketing de influência é uma das ferramentas mais eficazes atualmente para divulgação de produtos e/ou serviços.

Ele se utiliza dos famosos “influenciadores digitais” para chamar a atenção dos potenciais consumidores, uma vez que essas pessoas possuem um poder de influência e uma visibilidade enorme entre os usuários das redes sociais, principalmente no Instagram.

Contudo, para selecionar um influenciador no Instagram é preciso escolher aquele que mais se encaixa com o seu segmento e sua proposta, público-alvo e que consiga gerar um apelo de compra perfeito para gerar conversão e vendas para o seu negócio.

Para ajudar você nesse trabalho, separamos algumas dicas importantes para utilizar na hora de selecionar o influenciador digital para uma parceria com sua marca. Confira!

5 dicas para escolher um influenciador digital no Instagram

  1. Saiba qual é o público-alvo do influenciador

Na hora de escolher o influenciador que representará sua marca, uma das primeiras coisas que devem ser levadas em consideração é qual o público-alvo atingido por essa pessoa.

Pesquise e estude a fundo para saber quem são os usuários impactos por esse influencer para então decidir se ele se enquadra em seu segmento. Veja se existe alguma equivalência entre ele e os potenciais clientes que deseja alcançar, para que seja possível conseguir bons resultados.

2. Veja a sua relevância e a credibilidade dentro do segmento de atuação

Entenda que um influenciador com milhares de seguidores não quer dizer que ele seja a melhor escolha para sua marca. É fundamental optar por aquela pessoa que possua alguma relevância e credibilidade dentro do seu segmento de atuação, para que a sua campanha consiga gerar o resultado desejado.

Realize uma pesquisa sobre quais segmentos e área deseja impactar e observe quais são os influenciadores digitais relevantes no Instagram no nicho pretendido. Muitas vezes, o melhor é escolher aquela pessoa que possui menor audiência mais passa credibilidade e que seja imprescindível para um determinado grupo.

3. Confira se ele produz conteúdo de qualidade

Outro ponto muito importante no momento de selecionar o influenciador no Instagram, é conferir se ele produtos conteúdos relevantes e de qualidade. Muitas dessas pessoas a conseguem ter um nível alto de seguidores, graças à produção a um bom texto, vídeo e um podscast.

Portanto, escolhe aquele influenciador que produza um material que tenha alguma identificação com o que a sua marca pretende fazer para evitar resultados negativos. Procure um equilíbrio entre esses dois lados para que sua marca seja conhecida pelos consumidores e alcance o sucesso esperado.

4. Saiba qual é o seu engajamento

Ter milhares de seguidores não quer dizer que o influenciador esteja tendo um bom engajamento. Por isso, ao escolher o influencer tenha o máximo de atenção para avaliar se as suas publicações estão gerando atenção do público e impactando a sua audiência de forma positiva.

É preciso saber qual é o seu engajamento real, saber quais são os seus hábitos de interação e compartilhamento de conteúdo, afinal se o seu desejo é ter um bom engajamento, sua marca precisa de um parceiro capaz de alcança-lo e atrai-lo para o seu negócio.

5. Não esqueça do preço

 Esse ponto também deve ser analisado com bastante calma, afinal assim como qualquer outro aspecto de sua campanha o custo dessa parceria precisa ser levado em consideração em relação ao seu orçamento.

Claro que é sempre possível entrar em um acordo e negociar o valor do parceiro, porém tenha muita atenção pois o preço vai depender dos trabalhos combinados com o influenciador digital. Tenha sempre um contrato assinado, com todas as cláusulas e serviços que deverão ser prestados para evitar possíveis dores de cabeça.

 Pronto, após analisar e colocar na balança todas essas dicas, sua marca com certeza conseguirá escolher o melhor influenciador digital para sua empresa.

Ainda precisa de ajuda? Mande um e-mail para nós: suporte@prdigital.com.br!

 

Cópia de pinterest (1).png

 

Como usar os grupos no Facebook para aumentar a visibilidade da sua marca

gruposfacebook.jpg

Ótima ferramenta de comunicação e divulgação, o Facebook possui atualmente mais de 1 bilhão de grupos públicos, fechados ou secretos, direcionados para vendas, prospecções e para proporcionar valor para empresas, empreendedores e profissionais de diferentes áreas e segmentos.

Dentro desses grupos é possível vender produtos, oferecer materiais completos de cursos e ebooks, promover bate-papo, compartilhar conhecimento, divulgar vagas de emprego, comunicar-se com a sua equipe, entre outras funcionalidades que auxiliam no dia a dia dos profissionais.

Essa, com certeza, é uma ótima oportunidade para compartilhar interesses e objetivos em comum, além de ser o ponto chave para aumentar a visibilidade de uma marca. Se souber utilizar esses grupos no Facebook, você ainda será capaz de influenciar milhares de pessoas, sem fazer muito esforço ou gastar muito dinheiro.

Entretanto, para crescer e ser conhecido dentro dos grupos requer muito esforço e dedicação. Por isso, para ajudar você a impulsionar o seu negócio dentro dessa rede social, separamos algumas dicas de como aumentar a visibilidade de sua marca usando os grupos de Facebook.

4 dicas de como usar os grupos de Facebook para aumentar a visibilidade da marca

  1. Participe de grupos relacionados ao seu segmento ou área de atuação

Para aumentar a visibilidade da sua marca é muito importante participar de grupos que sejam relacionados ao seu segmento ou área de atuação. Aproveite o seu tempo ocioso e entre de cabeça nesses grupos para entender o que as pessoas estão buscando, além disso é fundamental postar e compartilhar conteúdos relevantes e informações que façam com que as pessoas conheçam o seu negócio, assim como seus produtos e serviços.

Participar de grupos realmente engajados fará com que as pessoas comecem a compartilhar suas publicações, disseminando assim a sua marca para um público muito maior. Isso também ajudará a alavancar consideravelmente o seu negócio e fará com que você colha bons frutos a curto, médio e longo prazo.

2. Agregue valor com conteúdo relevante e de qualidade

Para melhorar na divulgação de sua marca dentro dos grupos, é preciso ser inteligente e agregar valor, isso vai fazer com que os outros membros te procurem e queiram saber sobre o seu negócio.

Crie e post em suas redes sociais, dentro dos grupos e blog um conteúdo de alta qualidade e que realmente sejam úteis para as pessoas que estão participando daquele grupo de Facebook, para então aumentar sua reputação online e ajudar em seu crescimento. O ideal para aumentar sua visibilidade e fazer com que mais e mais pessoas queiram consumir seus produtos e serviços, é sempre ser criativo e se diferenciar dos demais concorrentes.

3. Não envie Spam

O famoso “Spam” podem ser a ruína do seu negócio, ainda mais se não aprender como divulgar sua marca dentro dos grupos de Facebook. Por isso, sempre que for incluir ou convidar alguém para ser membro do grupo, pense se aquela pessoa é confiável e irá criar experiências únicas e agradáveis.

Se o seu objetivo é ganhar visibilidade e construir um plano de divulgação consistente, deixe de lado os números e a quantidade de pessoas presentes no grupo. Faça conexões dentro desses canais apenas pessoas que sejam líderes do seu segmento ou área de atuação e mostre para as pessoas que fazer divulgação por meio de spam, pode prejudicial para o sucesso do seu negócio.  

4. Crie seus próprios grupos

Para construir autoridade, melhorar sua experiência e aumentar sua visibilidade você pode criar seus próprios grupos no Facebook. Para isso, é preciso elaborar um planejamento adequado com seus objetivos, usar imagens personalizadas em suas postagens, adicionar pessoas referências em seu nicho e seus seguidores nas outras redes sociais.

Sempre fique de olho nos membros do seu grupo para ver se eles estão compartilhando coisas realmente úteis. Só assim será possível ter um grupo valioso, informativo e respeitável, e que irá te ajudar a criar laços mais fortes e possibilitará que a sua marca seja conhecida dentro do mercado.

 Seguindo essas dicas passo a passo, com certeza você conseguirá vender a sua marca de forma natural e bem-sucedida, aumentando consideravelmente sua visibilidade dentro dos grupos do Facebook e até mesmo em outras redes sociais.

gruposfacebook.png

#ElaéSocial: Laís Schulz

unnamed (1).jpg

Conheça um pouco mais da fotógrafa Laís Schulz, a criadora de conteúdo que compartilha suas fotos lindíssimas no perfil @lais_schulz.

1.       Quais seus 3 perfis favoritos no Instagram e por quê?

@saramelotti_ – é uma fotógrafa super inspiradora por trás das lentes. Além de produzir fotos lindas no seu IG pessoal ela tem um projeto lindo que busca redefinir a visão que temos sobre beleza, chamado Quest for Beauty.

@hbgoodie – ela tem fotos de viagens e praia que fogem de todas aquelas fotos que já estamos acostumados a ver. Eu meio que posso sentir a alegria através das fotos dela e eu adoro esse sentimento. 

@cesinha – é um fotógrafo brasileiro com um trabalho incrível. Me surpreendo com o quanto ele é criativo e com todas as coisas que ele faz. E acho ainda mais incrível o fato de a maioria das fotos dele no feed serem de celular – o que mostra que é possível, sim, fazer fotos lindas sem ter a melhor câmera.


2.       Como você começou seu perfil e o que a motivou a começar?

Eu comecei meu perfil de forma informal e pessoal. Há cerca de um ano e meio decidi torna-lo algo mais “profissional”. O objetivo era compartilhar dicas de fotografia e viagem. Eu queria ajudar as pessoas de alguma forma, dar dicas de como fotografar melhor, como começar na fotografia, etc. Mas, ao mesmo tempo tinha muita vergonha de me expor e escrever minha opinião, então no início acabava só compartilhando fotos que tirava nos finais de semana – tentando manter um feed bonitinho. Então, depois que comecei a viajar me senti mais confiante e mais feliz com o rumo que meu IG estava tomando. Foi aí que comecei também a produzir conteúdo para meu blog com mais frequência e também para o befreela – nosso site sobre nomadismo digital.


3.       Como você construiu sua comunidade atual nas mídias sociais?

Ela começou com os conhecidos e amigos, como toda comunidade nas mídias sociais. Mas, aos poucos, principalmente depois de começar a viajar, minha comunidade foi crescendo. Além disso, eu estudei bastante cada uma das redes da qual faço parte, entendendo o que cada público gosta de consumir e adaptando o conteúdo que crio à cada plataforma. Hoje, minha comunidade é resultado de muito trabalho em várias redes – blog pessoal, befreela, LinkedIn, Pinterest e o Instagram.


4.       O que você espera para seu negócio atual?

Eu espero que, a cada dia, eu possa crescer mais e que minhas mensagens cheguem a cada vez mais pessoas. Que possa ajudar mais gente a se desenvolver de alguma forma e a buscar seus sonhos. Um dos próximos passos – que já está acontecendo – é a criação de um curso. Mas, por enquanto, além disso, tenho buscado não criar muitas expectativas e ir trabalhando no que gosto de fazer. Desta forma, aos poucos os caminhos vão se abrindo e a gente vai encontrando as respostas para tudo.


5.       Qual sua forma favorita de engajar sua audiência?

Eu adoro usar o Instagram para isso, fazer perguntas nos Stories e ler o que as pessoas que me seguem estão pensando. Gosto também de manter uma conversa com todo mundo que comenta nas minhas fotos. Eu acho tão gostoso ter essa interação e entender um pouco do que está acontecendo do outro lado. Às vezes me surpreendo com as histórias que as pessoas contam ou com a forma que elas são tocadas pelas minhas mensagens. Eu gosto tanto quando alguém me deixa uma mensagem se abrindo, sabe?! Algumas pessoas me contam as dificuldades pelas quais estão passando, ou que viraram freelancers, ou que estão indo morar em outro país. É um sinal de que você vai além de ser apenas mais uma conta no Instagram, e isso, para mim, não tem preço.


6.       Conforme sua comunidade cresceu, veio alguma dificuldade com esse crescimento? Se sim, qual/quais?

Até hoje não passei por nenhum momento de dificuldade com relação ao crescimento.


7.       Há 5 anos você esperava estar fazendo o que faz hoje? E como as mídias sociais contribuíram para seu negócio atual crescer?

Há 5 anos eu achava que ainda iria estar infeliz no meu antigo emprego... haha Eu jamais imaginei que teria mais de 23 mil pessoas me seguindo no Instagram, nem que meu blog teria 90 mil acessos por mês. Jamais pensei que esse tanto de pessoas estaria interessada no que eu tenho a dizer, nas dicas que compartilho ou no meu trabalho. Eu, inclusive, não comecei mais cedo porque pensava “Quem é que vai querer ler o que eu escrevo”? ou “Minhas fotos não são boas o suficiente”. E sobre como elas contribuíram para meu negócio atual: eu acabei pegando uma fase muito ruim do Instagram – essa mudança de algoritmo logo depois que havia começado a postar “de verdade” –, então, tive que me virar do jeito que dava. Comecei a buscar alternativas, a usar o LinkedIn e o Pinterest, e eles sim me ajudaram demais. Hoje, são eles que ajudam meu Instagram a ter mais visibilidade e a ser encontrada por marcas e parceiros.

8.       Quais são os apps que não podem faltar no seu celular?

Instagram (óbvio), VSCO (para editar as fotos para os stories) e Unfold (para criar Stories bonitinhos e clean).

Como fazer parcerias com outros perfis no Instagram

blushhome(6).jpg

Os influenciadores digitais vêm ganhando cada vez mais espaço, principalmente no Instagram. Segundo uma pesquisa realizada pelo YouPIX, plataforma focada em discutir a cultura da internet, cerca de 32% dos influenciadores se encontram nessa rede social.

O que é influenciador digital?

Um influenciador é uma pessoa que, por meio de seus conteúdos, consegue influenciar de alguma forma os seus seguidores sobre um determinado assunto e/ou tema abordado em seu canal. Geralmente essas pessoas possuem uma grande conexão e interatividade com seus seguidores.

Por conta disso, as empresas viram uma grande oportunidade de reforçar sua marca no mercado e ter um impacto positivo em suas vendas por meio de parcerias com esses influenciadores.

No entanto, é preciso tomar um certo cuidado e escolher bem a pessoa que representará sua marca. Você não vai querer ter a imagem da sua empresa vinculada a alguém que possa prejudica-la, certo?

Para ajudar você, separamos algum as dicas de como fazer parcerias com outros perfis no Instagram. Confira!

3 dicas para fazer parcerias com outros perfis no Instagram

  1. Decida qual o seu nicho de interesse

Para selecionar o influenciador correto é preciso conhecer muito bem seu público-alvo e nicho de interesse. A partir disso, você conseguirá selecionar os perfis que fazem parte desse nicho específico e que têm uma audiência alinhada com a sua.

2. Escolha o perfil do parceiro/influenciador certo

Para escolher o perfil do parceiro/influenciador certo no Instagram é preciso saber quais são os seus objetivos com essa parceria.

Você quer ganhar seguidores ou aumentar suas vendas? Mais visibilidade ou ter mais engajamento? Ao definir o que você busca, conseguirá escolher melhor seus parceiros. Além dos influenciadores digitais, você pode avaliar parcerias com pessoas ou empresas que ofereçam serviços complementares ao seus. Por exemplo, se você é uma maquiadora, pode fechar parcerias com empresas de cosméticos, salões de beleza, entre outros profissionais/empresas envolvidos com o mundo da beleza.

Uma boa forma de encontrar potenciais parceiros/influenciadores é utilizando ferramentas, como a Social Rank, por exemplo, que mostra quais são os perfis mais influentes que te seguem na plataforma, além de dar várias informações relevantes na hora de avaliar e escolher o parceiro certo, como número de seguidores, melhores posts e engajamento.

3. Crie um bom relacionamento com o seu parceiro

Fazer uma parceria com um perfil no Instagram não precisa necessariamente envolver contrato e cachê. Ela pode ser um pouco mais informal, mas para isso é preciso criar um relacionamento de confiança com essa pessoa.

Antes de fazer o primeiro contato, comece seguindo e interagindo com esse perfil. Dessa forma, quando você entrar em contato, já conhecerá um pouco mais o influenciador e poderá propor algo que faça sentido para ele e sua audiência.

O mais importante nesse tipo de parceria é que seja bom para ambas as partes! :)

E você, já fez alguma parceria no Instagram? Conte para nós o que achou!

Como trabalhar com o Marketing de Influência

marketingdeinfluencia.jpg

Com as mudanças no comportamento do consumidor, que fica cada vez mais online e não confia mais na  publicidade tradicional, as empresas estão encontrando novas formas de promover e divulgar seus produtos e serviços e se destacar no mercado.

E uma dessas formas é por meio do marketing de influência ou, em inglês, influencer marketing, que nada mais é do que usar o poder de influência de pessoas que já são referência na internet em uma área ou segmento para que elas compartilhem com os seus milhares de seguidores suas experiências e informações sobre uma determinada marca.

Por que adotar essa estratégia?

De acordo com a revista Entrepreneur, existem cinco motivos para as marcas implementarem o marketing de influência:

1.       Enfraquecimento da publicidade tradicional;

2.       Crescimento na adoção desse tipo de estratégia pelas empresas;

3.       Aproximadamente 92% dos consumidores acreditam mais nas recomendações de outros indivíduos do que das próprias marcas;

4.       Segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen Catalina Solutions, o conteúdo gerado pelos influenciadores digitais gera 11 vezes mais resultados do que as campanhas tradicionais;

5.       Os produtos são divulgados e promovidos onde o seu público-alvo se encontra, uma vez que 74% dessas pessoas considera as redes sociais decisivas na hora de tomar uma decisão de compra.

Como trabalhar com o Marketing de Influência

Para implementar o marketing de influência na sua empresa é preciso se planejar e passar por diversas etapas, como mapeamento, contratação, ativação do influenciador digital e análise de resultados. Além disso, é muito importante ter bem definido o objetivo dessa campanha e quem é o público-alvo que se deseja atingir.

1.      Encontre um influenciador que combine com a sua marca (mapeamento)

Com o objetivo e o público bem definidos, é hora de encontrar um influenciador que combine com a sua marca. O ideal é fazer um mapeamento dos influenciadores que podem representar sua marca, que se enquadram em seu segmento e área de atuação e se comunicam com os consumidores que deseja atingir.

Para conseguir encontra-los existe plataformas e agências que disponibilizam uma base de dados com todos os influenciadores digitais do mercado e que contam também com métricas de engajamento e performance para que você acerte em sua escolha.

É preciso sempre optar por influencers que tenham um estilo de comunicação simples e direta, e que além de tudo produzam um conteúdo de qualidade, eficaz e autêntico para conseguir o engajamento esperado.

Outra dica é não levar em consideração se esse influenciador é consagrado nacionalmente ou mundialmente, pois existem diversos micro influenciadores locais e referências em seu segmento ou área que poderão ajudar a alcançar o resultado esperado de uma forma muito mais fácil, barata e rápida.

2.      Contrate o influenciador digital

Após selecionar os melhores influenciadores para divulgar sua marca, é o momento de contata-los. Caso você tenha escolhido alguém que não esteja utilizando os serviços de uma agência, esse contato deve ser feito de forma direta com esse influenciador ou assessoria.

É essencial se comunicar com o influenciador de fora clara, para explicar quais são os principais aspectos relacionados às atividades quanto o desenvolvimento do conteúdo, pagamento e resultados. Afinal, ele será a pessoa que irá criar o conteúdo para sua empresa, por isso é importante dar esse direcionamento e explicar o que pode e o que não pode ser feito, e o que deve e não deve ser feito para evitar possíveis prejuízos a sua marca.

Entretanto, o influenciador precisará ter a liberdade de criar esse conteúdo seguindo as suas exigências, porém da maneira que melhor servir para sua audiência. Sendo assim, evitará ruídos de comunicação, retrabalhos e frustações com os resultados finais.

3.      Ativação do influenciador digital

Agora o próximo passo é a ativação do influenciador, onde será feito de forma organizada um mapeamento e planejamento das ações a serem realizadas, assim como: timing da ação (datas das campanhas), alinhamento de todos os influenciadores contratados e o envio do pagamento para cada um deles.

Após tomada essas decisões é hora de iniciar a sua campanha, seguindo o planejamento realizado. Esse monitoramento serve para que você tenha um panorama de tudo que está dando certo e errado nessa ação e o comprometimento dos influenciadores para com a sua marca.

4.      Análise de resultados

Por fim, chegou a hora de analisar os resultados obtidos pela sua campanha. É muito importante mensurar os resultados alcançados, seja por meio das campanhas de branding, onde o intuito é conseguir mais exposição ou em campanhas de performance, medindo as vendas e os impactos causados pela ação.

O ideal é sempre acompanhar o antes e depois dessa campanha para entender a fundo os resultados e a influência desse tipo de estratégia, para compreender se a implementação do marketing de influência ajudou realmente no crescimento e na divulgação de sua marca.

Para acompanhar esses resultados e saber se está dando certo, você deve se basear em algumas métricas, como:

·         O número de visualizações em seu website;

·         O número de pessoas que visitaram o seu site por meio do trabalho do influenciador digital;

·         Brand buzz nas mídias sociais;

·         O alcance das publicações dos influenciadores;

·         Vendas online.

Para mensurar quem foram os visitantes que acessaram o seu site por meio dos influenciadores, você deve utilizar um pixel de trackeamento e/ou URLs parametrizadas. No caso das campanhas para e-commerces o ideal é disponibilizar cupons de descontos personalizados para esses influenciadores, pois com ele você conseguirá saber quantas vendas foram realizadas por cada um.

Com todas essas informações você conseguirá analisar todos os resultados e ter uma base caso precise mudar de estratégia. Sempre construa sua campanha em cima do que já fez e deu certo, assim você conseguirá evoluir constantemente.

6 Benefícios do marketing de influência

·         Cria confiança na marca;

·         Atinge o público de maneira efetiva e muito mais assertiva;

·         Aumenta o poder de alcance da marca;

·         Melhora a percepção da marca;

·         Influencia da decisão de compra do consumidor;

·         Enriquece a sua presença digital.

Quer saber mais como usar o Marketing de Influência para divulgar sua marca? Mande um e-mail para suporte@prdigital.com.br!

#ElaéSocial: Natalia Viana

E57A9553.png

Conheça um pouco mais da estilista floral e criadora de conteúdo Natalia Viana, a empreendedora criativa que está por trás do perfil @nataliavianaflor

1) Quais seus 3 perfis favoritos no Instagram e por quê?

Meus três perfis favoritos no Instagram são:

@encolhiaspessoas - é o trabalho do meu noivo que amo e admiro muito em todas as formas. Ele é tão talentoso! Além de ser incrível poder fazer parte do seu universo criativo. Impossível não ser o meu perfil super master favorito desta rede social. ; )

@linda_lomelino - eu sempre fico com muita vontade de "entrar" nas fotos dela com todos aqueles doces divinos! haha Além dela ser uma fotógrafa com um olhar muito sensível e ter muito bom gosto nas suas composições.

@danceon - escolhi esse perfil porque ele une duas artes que me inspiram muito: a música e a dança.

 2) Como você começou o @nataliavianaflor e o que a motivou a começar?

Eu entrei no Instagram em 2011 e é minha conta desde sempre! Nunca deletei nenhuma foto então, é possível conhecer todo esse caminho percorrido haha. Como sou da época dos fotologs e amo toda e qualquer rede social onde podemos compartilhar fotografias, não iria ficar de fora dessa. E achava um máximo a proposta da rede de compartilhar um instante da sua vida onde não tinha essa preocupação toda com feed, cor e etc etc algo que procuro não me prender. Como tinha meu trabalho, uma marca de roupas chamada Quiquiriqui, não estava preocupada em ter um perfil pessoal legal na rede, então apenas compartilhava minhas criações como estilista de roupas e minha vida normal. Mas aí quando parei com a marca, em 2014, passei a ter um cuidado com meu conteúdo no Instagram, o mesmo cuidado que tinha com as fotos que compartilhava no meu Flickr; sempre gostei de Fotografia e fotografar, mesmo não me considerando uma fotógrafa profissional  (nesse ponto sou bem amadora), mas fotografar é uma válvula de escape para mim, e flor é algo que a maioria de nós gosta de registrar e nas minhas roupas não faltavam peças floridas haha então, depois que parei a marca e várias mudanças foram acontecendo na minha vida, eu precisava continuar criando algo, porque tenho essa necessidade criativa de estar criando e compartilhando. A partir disso meu perfil foi ficando mais florido e, quando mudei para São Paulo em 2015 (minha terra natal é Belém do Pará) minhas criações e a própria relação com as flores foi ficando mais intensa. 

 3. Como você construiu sua comunidade atual nas mídias sociais?

O público que me segue hoje alguns são os mesmos que me seguiam há dez anos! São situações como essas que me fazem crer no quanto a vida passa rápido demais! São pessoas que estão lá desde o momento que comecei a compartilhar minhas ideias e isso é incrível! Mas no Instagram essa comunidade cresceu com a mudança para São Paulo. Logo que mudei pra cá, comecei a trabalhar num e-commerce de uma fabricante de acessórios e estava vivendo um ritmo de vida que jamais tinha imaginado viver mas que queria muito! Só que precisava estar fazendo algo além disso, e esse algo sempre é de alguma forma estar me expressando criativamente porque sou alguém que sonha e imagina demais haha. Então todas as noites eu criava uma composição com flores para publicar no meu perfil do Instagram no dia seguinte, isso foi se tornando uma constante e depois fui entendendo que tudo o que estava fazendo era pra justamente demonstrar meus sentimentos de saudades da família que tem uma relação muito forte com a natureza e de estar conectada com as minhas raízes. Essa é a razão para que eu crie com as flores. O Instagram, a própria plataforma, naquela época colocava perfis que eles achavam interessantes em destaque, sugerindo para outras pessoas, o meu perfil foi sugerido duas vezes e, desta forma, minha comunidade cresceu muito e, quando vi, já estava criando conteúdo para marcas que admirava e vendo meu perfil ser compartilhado em várias outras mídias, não foi algo que planejei acontecer.

 4. O que você espera para seu negócio?

Eu espero não me abandonar enquanto ser criativo. É bastante difícil você viver da sua arte num país como o nosso, mas não impossível. Estou plantado e espero poder colher frutos grandiosos no futuro.

 5.  Qual sua forma favorita de engajar sua audiência?

Minha forma favorita é fazer um bom trabalho, o melhor que eu puder e estar sempre criando algo novo! Não penso em números, foco na qualidade do meu trabalho para garantir qualidade e fidelidade das pessoas que o acompanham.

 6. Conforme sua comunidade cresceu, veio alguma dificuldade com esse crescimento? Se sim, qual/quais?

Não sei se é uma dificuldade... mas antes apesar de estar criando imagens diferentes, eu acabava compartilhando muito a minha vida pessoal, e muitas pessoas que estão nas redes sociais estão interessadas "na sua vida" e isso aconteceu comigo então, a partir do momento que passei a focar somente no meu trabalho com as flores, a mudar o direcionamento de criação e comunicação do meu trabalho, acabei perdendo muitos seguidores, mas acabei ganhando um público novo que realmente está interessado no meu trabalho e não no que eu estou comendo, por exemplo. rs 

 7. Há 5 anos você esperava estar fazendo o que faz hoje? E como as mídias sociais contribuíram para seu negócio crescer?

Não!!!! hahaha Nunca imaginei. Eu imaginava que viveria criando roupas pra sempre, mas, quando vim para São Paulo, vim com o objetivo de continuar trabalhando com a moda, de ser uma profissional que trabalha como chão de fábrica mesmo, sabe. Era isso o que imaginava que fosse acontecer porque não queria mais de jeito nenhum ser empreendedora. Na verdade eu tinha criado uma aversão ao empreendedorismo porque só estava sonhando em ter um salário fixo todo final do mês. Acontece que sou uma criadora de espírito livre, e hoje isso é muito claro para mim.

Acredito que somos nós que contribuímos com as redes sociais. É incrível que elas existam, mas as redes sociais não podem levar todos os méritos haha afinal, é uma rede formada por pessoas. Então para seu negócio crescer dentro dela diz muito sobre como você encara seu trabalho e as horas que você está disposto a ficar acordado para fazer um projeto bem feito. Por isso acho muito absurdo as pessoas culparem o Instagram, por exemplo, quando elas não atingem um certo número que gostariam. A gente deve se desprender disso e, principalmente, procurar outros meios de fazer crescer nosso negócio. Mais importante que o público que estamos construindo dentro dela é o público que estamos construindo fora de uma rede social. 

8. Quais são os apps que não podem faltar no seu celular?

Spotify sem dúvidas! Minha vida é musical. Vocês acreditam em vidas passadas? Com certeza eu trabalhava com música na outra vida, não é possível hahaha uma pena que não canto nada. rs Snapseed para tratar fotos que faço no celular (hoje eu posto muito pouco fotos que faço no celular, mas sempre gosto de indicar esse aplicativo) e o Unfold descobri recentemente mas estou utilizando muito em meus stories.

Comment

Bibiana Riedhorst

Formada em Jornalismo, especialista em Comunicação Empresarial, atua há mais de 20 anos no segmento de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas. Desde 2008, trabalha com mídias sociais para marcas, como AlphaGraphics, Fast Frame Molduras, Assist Card, etc. Além de comandar a PR Digital, Bibiana é mãe de três e compartilha suas memórias no Instagram pelo perfil @maedenegocios!

Como escrever sua Bio de forma estratégica no Instagram

bioestrategicainstagram.jpg

Em crescente ascensão, o Instagram se tornou uma das principais plataformas de comunicação e divulgação de produtos e serviços. Com esse cenário tão favorável para empresas, empreendedores e influencers, muitos deles vem se utilizando dessa rede social para crescer e se destacar dentro do mercado.

E uma das principais estratégias para o crescimento do perfil no Instagram é ter uma Bio estratégica. Essa descrição será a primeira impressão sobre quem é você ou a sua marca.

Para chamar a atenção da sua audiência,  você deve ser sucinto e muito criativo na criação desse texto, pois a Bio tem um limite de 160 caracteres. Ela deve ser feita de uma forma que seja possível conversar com o seu público-alvo e altamente estratégica para conseguir alcançar os potenciais clientes da sua marca.

A Bio do Instagram oferece diversas oportunidades para destacar seus serviços e meios de comunicação. O ponto chave é saber como utilizar esse espaço a favor no seu negócio, evitando falhas e erros que afetem o sucesso da sua marca. Para ajudar você, separamos algumas dicas para sua Bio. Confira!

5 dicas para escrever a sua BIO de forma estratégia

1.      Seja conciso

Como já falamos, a descrição da Bio suporta apenas 160 caracteres e por isso é muito importante ser conciso e objetivo em seu texto.  Seja direto e resuma o que sua empresa ou você faz de forma criativa em algumas linhas, colocando as informações mais importantes para chamar a atenção do seu público.

2.      Acrescente canais de comunicação

Para facilitar o contato e alcançar o seu público, acrescente na sua Bio os seus canais de comunicação, assim como Facebook, WhatsApp, Twitter, Site, Blog, entre outros. Isso ajudará ainda mais na divulgação e propagação do seu negócio no mercado.

3.      Utilize emojis

Os emojis são uma forma de expressar emoções, além disso eles podem ser usados em sua Bio para ilustrar e torná-la mais atrativa. Dentro da sua descrição, eles poderão ajudar dizendo o que precisa sem gastar os poucos caracteres que você tem.

Você poderá utilizá-los de uma forma inovadora, com uma forma de se diferenciar dos demais perfis dentro do Instagram.

4.      Conte com o CTA (Call to action)

O Call to action ou CTA é uma forma de apelo de ação, para que o seu público chegue até o seu site, blog, lading pages ou redes sociais, a fim de converter esse usuário e transformá-lo em um potencial cliente. Vale ressaltar que é preciso que esse CTA seja responsivo, pois a maioria das pessoas acessa esses canais por meio de dispositivos móveis (smartphones e tablets).

Sempre se certifique que o seu CTA esteja alinhado com o link da sua bio, para evitar que o usuário seja direcionado para uma página errada ou que dê algum erro durante essa navegação.

5.      Aproveite as palavras-chave

Em suas estratégias de SEO é preciso sempre adicionar palavras-chave para conseguir se posicionar dentro dos mecanismos de busca. Em seu perfil na bio, essa mesma ideia deve ser aplicada, a fim de levar os clientes potenciais até os seus canais de comunicação e divulgação.

Para ter sucesso e chamar a atenção do público, é preciso utilizar o mesmo raciocínio que usou ao elaborar a implementação das palavras-chave no conteúdo do seu site, landing page ou blog.

Sempre opte por usar termos que possuam alguma ligação com o seu negócio e que possam chamar a atenção do público certo, assim você conseguirá criar uma descrição de sucesso para o seu perfil no Instagram.

Agora é seguir essas dicas e começar a escrever sua bio de uma forma que você consiga impactar e trazer o seu público-alvo até você. Seja criativo e surpreenda a todos com uma bio personalizada e com a cara da sua empresa.

 

Como escolher o nome ideal para sua empresa

comoescolheronomedasuaempresa.jpg

A escolha do nome da empresa é uma das etapas mais complicadas e importantes do processo de branding, uma vez que é preciso saber qual o segmento de atuação, nicho no mercado e quem será o seu público-alvo para trazer um direcionamento para esse tipo de definição.

Entretanto para evitar perder tempo ao escolher o nome da sua empresa, é imprescindível pensar em algumas diretrizes importantes:

  • Precisa transmitir a originalidade da marca;

  • Deve construir interesse em seus produtos;

  • Soar de forma atrativa;

  • Ter uma pronúncia fácil e simples;

  • Passar a ideia de um nome de domínio único e memorável.

Para escolher o nome da empresa é preciso muito mais do que criatividade, deve-se pensar na estratégia como um todo para evitar tomar uma decisão equivocada. O empreendedor precisa entender que esse nome é o que identifica o seu serviço ou produto dentro do mercado, sendo ele o principal responsável diferenciar seu negócio dos demais concorrentes.

Para ajudar você a escolher o melhor nome para sua empresa, separamos algumas dicas. Confira!

6 dicas para escolher o nome da sua empresa

1. Crie uma lista com as principais informações do seu negócio

Antes de começar a pensar qual será o nome da sua empresa, é muito importante reunir as principais informações do seu negócio. Para que isso, seja possível você deve ter esses itens bem definidos:

  • Quem é o seu público-alvo;

  • Principais características e perfil do seu público;

  • Produtos e serviços oferecidos;

  • Quem são e quais os nomes dos concorrentes;

  • Diferenciais do seu negócio;

  • Onde pretende chegar e qual o objetivo do seu negócio.

2. Realize um Brainstorm

Após finalizar e obter todas essas respostas, é hora de começar o seu Brandstorm e pensar e ter ideias de nome para o seu empreendimento. Essa técnica é utilizada para desenvolver novas ideias e estimular a criatividade das pessoas envolvidas no processo de criação de nome.

Para que o Brainstorm flua de forma objetivo e simples, deve-se adotar alguns procedimentos essenciais:

  • Coloque no papel todas as ideias de nomes;

  • Deixe toda equipe expor a sua opinião;

  • Torne o ambiente descontraído e confortável durante a reunião.

3. Opte por um nome simples e evite associações inapropriadas

A princípio o ideal é escolher nomes simples e curtos, descartando aqueles mais complexos e que dificultam  e geram confusão em seu público. Claro, que é preciso se diferenciar dos concorrentes e escolher algo que esteja relacionado ao segmento, relevantes e fáceis de memorizar.  Além disso, deve-se realizar uma seleção durante a escolha do nome para evitar associações inapropriadas.

É fundamental se atentar se o nome tem alguma ambiguidade ou até mesmo uma conotação negativa. Isso pode prejudicar extremamente a sua marca, fazendo com que o seu negócio perca toda a credibilidade antes mesmo de iniciar no mercado.

4. Fique atento a pronúncia do nome escolhido

Outro item muito importante e a ser levado em consideração é a pronúncia do nome escolhido, ela precisa ser fácil para não prejudicar a imagem e a formação da identidade do seu negócio no mercado. Escolher nomes muito difíceis, além disso podem causar um desconforto no seu público, por não saber se está pronunciando corretamente o nome da marca.

5. Use a criatividade

Ser criativo na hora de escolher o nome da sua empresa é fundamental para se diferenciar de seus concorrentes. Para que isso seja possível, é preciso soltar a imaginação e criar um nome totalmente inovador e que chame a atenção dos consumidores. Isso fará com que você crie uma identidade única e exclusiva para o seu negócio.

6 Verifique a disponibilidade do nome escolhido

Esse é outro último item é um dos mais importantes após a escolha do nome, é preciso verificar se o nome e o domínio para o site escolhido está disponível. Por isso, sempre tenha mais de uma opção na manga, para evitar desapontamento caso ele já esteja em uso por outra empresa.

Pesquisa o nome no registro INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual), órgão responsável pela regularização do registro de marcas e patentes no mercado e nas plataformas de domínio, como o Registro.Br para verificar a disponibilidade. Caso o nome esteja disponível, registra o nome e o domínio o quanto antes para evitar plágio ou cópia da marca.

SEO para Blog: principais dicas e plugins

seoblog.jpg

Para quem não sabe, SEO é a uma sigla conhecida no marketing digital que significa, em inglês, Search Engine Optimization e, em português, Otimização para Mecanismo de Busca ou Otimização de Sites.

Essa estratégia tem como principal objetivo potencializar e melhorar o rankeamento/posicionamento de uma página ou site nos mecanismos de buscas. O processo de otimização é realizado por meio de algumas técnicas e principalmente pela escolha de palavras-chaves específicas, que irão tornar o site mais fácil de ser encontrado pelos buscadores do Google.

Já o SEO para blog, também conhecido como SEO On Page, visa encontrar a melhor estratégia para melhorar o desempenho do seu blog diante desse mecanismo de busca. Para ajudar você a entender um pouco mais como usar essa técnica no blog da sua empresa, confira as principais dicas e plugins de SEO para Blog.

Dicas e plugins de SEO para otimização do seu Blog

  1. Pense no título

Mesmo parecendo pouca coisa, os títulos dos posts são decisivos para definir se o seu blog será um sucesso ou um fracasso. Ele fará com que seu conteúdo se destaque diante de outros milhares de textos publicados diariamente.

Os títulos podem aumentar o tráfego do seu blog, por isso é fundamental fazer algo diferenciado e atrativo para fazer com com que esse leitor clique em seu conteúdo. Entretanto, o Google também tem que gostar desse título a fim de fazer com que o seu texto fique bem ranqueado.

É preciso entender que existe uma diferença entre título para blog e título para ranqueamento no Google, porém é possível sim otimizar seus resultados para blog e chamar a atenção dos leitores. Confira algumas dicas para ranquear os seus textos:

  • Coloque a palavra-chave no título do seu conteúdo;

  • Utilize no máximo 65 caracteres;

  • Faça um título exclusivo para cada página;

  • Não utilize muitas vírgulas no título.

2. Separe seu conteúdo em tópico e subtópico

Para evitar que o leitor se canse do seu conteúdo é muito importante separá-lo em tópicos e subtópicos. As tags ou tópicos com a h1, h2, h3 e assim por diante servem para organizar e dar pontos de entrada aos leitores, a fim de tornar o texto mais rápido e menos cansativo.

Os mecanismos de busca são extremamente rigorosos referente aos tópicos e subtópicos, levando muito em consideração essa separação. Porém, é preciso ficar esperto a algumas aplicações, assim como:

  • Use as palavras-chave no tópico e subtópico;

  • Determine apenas um tópico ou tag h1 por página;

  • Utilize nas páginas apenas até o h3 (recomendado);

  • Não repita textos dentro dos tópicos ou dos subtópicos.

3. Utilize as palavras-chaves adequadas

Para ter um conteúdo bem ranqueado para os mecanismos de busca, é preciso que sejam utilizadas as palavras-chave adequadas.

A principal função delas é fazer com que os usuários que estão fazendo uma determinada busca e o próprio Google saibam qual o assunto que vocês estão falando naquele texto.

Desta forma, se torna extremamente necessário que seja feita uma busca para saber quais são as principais palavras-chaves relacionadas sobre aquele assunto para tentar acrescentá-las ao seu conteúdo. Veja como colocá-las em seu texto da melhor forma possível:

  • Aplique as palavras-chaves dentro das primeiras 100 ou 150 palavras do texto;

  • Coloque as em negrito para chamar a atenção dos leitores;

  • Faça uma pesquisa no Google Keyword Planner e no Google Trends, ferramentas gratuitas para saber qual o volume de busca mensal e a variação de pesquisa ao longo do tempo.

4. Não esqueça da Meta Description

Um item bastante importantes também para ter um bom ranqueamento do seu blog é a Meta Description. Ela funciona como um pequeno texto usado para descrever o conteúdo de uma página de forma reduzida, auxiliando os usuários que estão buscando sobre o assunto saibam que aquele conteúdo é exatamente o que está procurando.

Sendo assim, mesmo que o seu blog não esteja bem posicionado, os leitores vão saber sobre o que estão falando e irão clicar em sua página. Isso vai fazer com que o Google entenda que o seu conteúdo é mais relevante que os demais, subindo o posicionamento do seu texto.

O ideal é que esse texto tenha no máximo 155 caracteres para que ele não seja cortado pelo Google. Além disso, o uso da palavra-chave na meta description é muito importante, pois ela  ficará em negrito dentro do conteúdo, servindo como um atrativo para os leitores.

5. Otimize as URLs

URL nada mais é que o caminho que indica ao usuário onde te encontrar e essa otimização pode ser essencial para melhorar o seu SEO e torná-la amigável.

Essa otimização além de facilitar o trabalho do Google, vai ajudar os usuários a reconhecerem sobre o assunto da página apenas pelo slug. Confira as principais recomendações para otimização das URLs:

  • Use no máximo 5 palavras em sua URL;

  • Foque na palavra-chave;

  • Utilize hífen para separar as palavras de sua URL;

  • Não utilize palavras maiúsculas e nem acento.

6. Acrescente links internos

Fazer uma linkagem interna é muito importante para aumentar a sua autoridade dentro do mundo digital. Sendo assim, colocar um link de um conteúdo antigo para um novo é imprescindível para fazer o SEO do seu blog.

Veja abaixo como usar os links internos em seu blog:

  • Utilize os links internos com cuidado e moderação;

  • Aposte em estratégias de Link Building para aumentar a autoridade do seu blog no Google;

  • Use os links com outras cores para diferenciá-lo do restante do texto;

  • Contextualize o link ao longo do conteúdo para atrair um maior número de visitantes ao seu blog;

  • Adicione links em sua Home para as páginas mais importantes.

7. Use plugins para te ajudar com o SEO

Os plugins são essenciais para ajudar com o SEO do seu blog e torná-lo mais amigável para os mecanismos de busca. Eles conseguem mostrar se existem muitas palavras-chaves repetidas em sua página, ajudam a ver se sua "tag tittle" está adequada, entre outras diversas funções.

Confira abaixo alguns dos plugins mais utilizados e que ajudam a melhorar o ranqueamento do seu blog:

  • Yoast SEO: ótima ferramenta para rastrear e colocar o foco em uma determinada palavra-chave dentro dos posts do seu blog para saber se você já inseriu ela dentro do título, meta description, URL e no texto. Além disso, o Yoast SEO possui outras funcionalidades como análise da página, meta e links, integração com as redes sociais e Breadcrumbs;

  • All In One SEO Pack: seu foco é trabalhar os títulos, palavras-chaves, descrições e fazer a integração com Google, Bing e Yahoo. A ferramenta ainda evita que o conteúdo seja duplicado, elaborado de forma automática os títulos e as meta tags de suas postagens;

  • SEO Ultimate: essa ferramenta tem como principal objetivo recriar os título para melhorar o SEO do seu blog. A grande sacada do SEO Ultimate é que ele gera automaticamente as tags de Open Graph para sua home, páginas e postagens.


 

E-mail marketing: como essa estratégia ainda funciona em 2018

emailmarketing.jpg

Parte da estratégia de marketing digital, o e-mail marketing já é utilizando há muito tempo pelas empresas, a fim de atrair novos leads qualificados, construir um relacionamento com eles, para então conseguir vender para esse público.

Mas afinal uma estratégia de e-mail marketing ainda funciona em 2018? Sim! Desde que ela seja feita da forma correta e bem estruturada, ela é uma poderosa ferramenta de vendas.

Por muito tempo, o e-mail marketing foi confundido com o famoso SPAM. Mas uma verdadeira estratégia de e-mail marketing não tem nada a ver com essa forma invasiva de publicidade. Hoje em dia, existem técnicas, estratégias e ferramentas para que essa comunicação passe bem longe do SPAM.

É preciso entender que a utilização do e-mail marketing tem uma série de vantagens para as empresas, como uma excelente forma para captar dados como endereços de e-mail/leads e aumentar o relacionamento com seu consumidor. Além disso, existem outros benefícios em usar essa ferramenta, tais como

  • Maior alcance;

  • Formato flexível;

  • Baixo custo de investimento;

  • Aumento nas vendas;

  • Traz maior valor para a empresa;

  • Maior retenção de clientes;

  • Acompanhamento de resultados.

Antes de elaborar uma boa estratégia baseada no email marketing, é imprescindível saber quais são os diferentes tipos de email que a sua empresa pode enviar.

  • Atualização do blog: tem o intuito de anunciar para seus clientes novos conteúdos e postagens novas em seu blog;

  • Newsletter: tem como principal objetivo enviar para as pessoas atualizações mensais ou semanais de notícias, postagens e divulgar promoções em sua página ou blog;

  • Nutrição de leads: serve para nutrir os seus antigos contatos, por meio do envio de conteúdos relevantes e segmentados.

Entretanto, para enviar um email marketing assertivo e que irá despertar interesse nesses consumidores, é preciso saber quem é o seu público-alvo, saber quais são seus interesses, usar a linguagem certa e que não seja invasiva, fazer algo personalizado e criativo, planejar-se e ter certeza do que está oferecendo.

Além disso, é preciso saber como se comunicar e como escrever um email marketing da melhor forma possível para atingir e captar esses clientes, os levando até o seu negócio.

Crie conteúdos curtos e objetivos

Diversos estudos realizaram mostraram que a cada dia a atenção das pessoas está cada vez menor, chegando a 8 segundos nos dias de hoje. Com isso, enviar um email marketing com um texto curto é a melhor forma para atingir esses consumidores.

Uma dica antes de enviá-lo é muito importante revisá-lo e fazer as alterações que forem necessárias para que chegue até o seu cliente de forma clara e objetiva.

Utilize o tom de voz correto

Conhecer o seu público-alvo é fundamental para que o conteúdo enviado tenha a linguagem correta. Por isso, saber quem são os seus clientes  é determinante para saber o tom de voz que deve utilizar, a fim de evitar possíveis gírias, expressões e jargões inadequados.

Principais ferramentas de automação para envio de email marketing

Hoje existem diversas ferramentas de automação para envio de email marketing. Elas são desenvolvidas para facilitar e melhorar o desempenho dos processos, para que as empresas alcancem com  maior facilidade o seu clientes e criar uma relação mais próxima com eles. Confira abaixo algumas das principais ferramentas:

Aweber: bastante simples de ser usada, ela possui ótimos resultados e permite que as empresas criem campanhas de email marketing, além de ter auto-responders, disponibilizar métricas e resultados, formulários e templates;

MailChimp: auxilia nos primeiros passos das campanhas de email marketing;

E-Goi: ferramenta que possui plano gratuito e planos com envio de email marketing ilimitados, mensais e mensagens pré-pagas ideais para divulgação do seu negócio;

ActiveCampaing: a Active Campaing possui diversos planos onde será possível criar envios automáticos de email marketing. Além disso, terá disponíveis diversas ferramentas para criar diversas estratégias e configurações personalizadas.






 

O que é Copywriting e como você pode usar para sua empresa

copywriting.jpg

O Marketing Digital é uma das principais estratégias para ser pensada e elaborada dentro de uma empresa, a fim de atrair novos clientes e tornar a marca mais conhecida no mercado. Porém, dentro dessa estratégia, existe um ponto que merece a total atenção: o Copywriting.

O que é Copywriting?

O Copywriting é uma técnica bastante antiga, de produção e criação de conteúdo direcionado para conversão ou venda online, que pode ser aplicada em qualquer segmento ou nicho.

Existem diversos objetivos para a utilização desse tipo de ferramenta,  podendo ser direcionada para o marketing ou a publicidade e servindo como um guia para os usuários na tomada de decisão, como por exemplo: a compra de um produto ou a contratação de um determinado serviço.

O seu foco é totalmente comercial, atuando no consciente e subconsciente dos clientes, a fim de aumentar as vendas e chamar a atenção dessas pessoas.

Um bom copywriting consegue influenciar e persuadir por meio de uma argumentação textual, mas é fundamental, antes de qualquer coisa, construir e nutrir um bom relacionamento com o seu público-alvo para que eles queiram conhecer e adquirir os produtos e serviços disponíveis em seu negócio.

Quando usar  e como fazer um bom o copywriting?

Como já falamos, o copywriting é utilizado para chamar e reter a atenção dos clientes potenciais pela internet. Porém, a ferramenta pode ser empregada em seu negócio quando a sua marca for lançar um site ou landing page ou em eventos, feiras e para divulgação de novos produtos e serviços.

Já para fazer um bom copywriting e deixá-lo redondinho para publicação, é muito importante seguir as dicas abaixo:

  • Saber sobre o que está falando;

  • Organizar e planejar suas publicações;

  • Ser direto e objetivo;

  • Criar urgência;

  • Apresentar problemas e soluções;

  • Conte uma história;

  • Utilize gatilhos mentais;

  • Desenvolver textos exclusivos.

Como usar o copywriting em sua empresa?

Você pode aplicar essa técnica em sua empresa por meio de conteúdos no blog, e-mail marketing, mídias sociais, infográficos, newsletter, panfletos, entre outros. Ela, com certeza, será imprescindível no processo de decisão do seu cliente e no aumento de suas vendas.

O ideal é reestruturar a comunicação da sua empresa, deixando-a mais agressiva e objetiva com a ajuda dos famosos gatilhos mentais e para obter futuramente bons resultados. Não se esqueça, que o Copywriting deve ser usado como uma ferramenta de venda, para conquistar e alcançar um ROI positivo em suas campanhas e ações online.

Para você que deseja aplicar essa técnica em seu negócio, o primeiro passo é criar um blog ou um perfil nas redes sociais, para compartilhar textos com seu público e saber o que agrada a sua audiência e como apresentar seus produtos e serviços para ele.

Uma dica é começar com investimentos menores e realizar alguns testes com o seu público, a fim de evitar gastos desnecessários.

10 tipos de conteúdo que você pode produzir para o Blog da sua empresa

conteudoblog.jpg

Para ser realmente eficiente, uma estratégia de marketing de conteúdo precisa ter um blog como ponto de partida. Por meio dele, é possível atrair e aumentar o tráfego do seu site, gerar interatividade, melhorar o seu posicionamento no Google e ainda ajudar a marca a se tornar uma autoridade em seu segmento..

Os blogs são uma excelente ferramenta para gerar resultados para o site do seu negócio. Com eles, a empresa consegue entender as necessidades do seus clientes, se aproximando ainda mais do seu público-alvo a fim de estreitar o relacionamento e criar um vínculo.

Porém, para que ele tenha potencial para alcançar o sucesso desejado, deve-se antes de qualquer coisa, fazer um bom planejamento e criar conteúdo relevante e de qualidade, direcionados ao seu consumidor.

Para ajudar, separamos 10 tipos de conteúdo que você pode produzir para o Blog da sua empresa. Confira!

10 tipo de conteúdos que podem ser utilizados no Blog da sua empresa

  1. Posts Educativos

Essencial para educar sua audiência sobre o seu segmento, os posts educativos servem para ensinar seu público sobre o mercado em que os seus produtos e serviços estão inseridos.

O objetivo é adaptar e criar conteúdos que ajudem a sanar as dores de cabeça do seu público-alvo, mostrando que você realmente entende sobre o assunto abordado.

2. Notícias

Notícias sobre o mercado em que atua também podem ajudar a  aumentar a audiência do seu blog. O ideal é que esse tipo de conteúdo seja escrito de forma mais objetiva e clara, variando entre 150 e 500 palavras, acompanhadas sempre de uma imagem que auxilia na compreensão.

Mostre que está antenado sobre o mercado profissional, aproveitando o timing para criar conteúdos com base nas informações captadas. É preciso entender que notícias possuem caráter imediatista e prazo de validade, por isso é preciso ser rápido na hora de publicá-la em seu blog.

3. Entrevistas

Esse tipo de conteúdo pode ser incluído em seu blog tanto em formato de texto como em vídeo. Além disso, dependendo de quem for entrevistado, o conteúdo criado pode ser essencial para garantir um bom resultado de tráfego, aumentar a visibilidade e autoridade da página.

Por isso, convide para essa entrevistas pessoas influentes e personalidades que se enquadram dentro do seu segmento para falar sobre algum assunto relacionado ao mercado.

Uma dica é valorizar o entrevistado, fazendo com que ele se sinta importante dentro do conteúdo escrito.

4. Conteúdo de impacto

O conteúdo de impacto é aquele onde você acrescenta algo inspirador, emocionante ou que motive a sua audiência. Escrever algo que toque o leitor de alguma forma, é imprescindível para chamar a sua atenção e fazer com que eles pensem e sintam aquilo.

Uma forma de fazer isso é incluir dentro do conteúdo elaborado histórias que enfatizam suas experiências e que sejam capazes de despertar alguma emoção no público que te acompanha.

5. Conteúdo como fazer (How-to)

Direcionado ao público que não tem muito conhecimento técnico sobre os produtos e serviços abordados em seu blog, o conteúdo como fazer ou How-To serve como um manual escrito.

Mesmo não se aprofundando em  grandes detalhes teóricos, esse tipo de conteúdo tem como objetivo conseguir ensinar de forma simples e objetiva o leitor sobre um determinado assunto.

6. Guias

Já esse tipo de conteúdo aborda de forma completa um determinado assunto. Os guias têm como característica ser um conteúdo mais completo e detalhado, por isso é fundamental escolher um bom tema e quebrá-lo em diversas partes.

Você deve estruturá-lo, seguindo as seguintes perguntas: O que é, quando fazer, porque fazer, como fazer e onde fazer? Esses questionamentos vão servir como um ponto de partida para a elaboração e criação desse tipo de conteúdo mais completos e elaborados.

7. Posts Institucionais

Esse tipo de conteúdo deve ser incluído em seu blog, quando o assunto for realmente importante e relevante aos seus clientes, fornecedores e colaboradores.

Os posts institucionais pode ser uma atualização do seu produto, inclusão de novos serviços em seu catálogo, mudanças importantes em sua empresa ou um comunicado.

Não esqueça que esses posts devem ser feitos somente quando vão fazer alguma diferença para as pessoas envolvidas e sua audiência.

8. Curadoria

Por meio da curadoria, você consegue produzir um texto a partir de outro conteúdo já existente. Sendo assim, é possível que ele seja feito através de uma seleção de notícias sobre o mercado ou pela criação de um post sobre vários matérias que a sua empresa já tenha produzido.

Vale ressaltar que a curadoria não é uma cópia do material selecionado. é preciso ter cuidado e recriar um conteúdo com base na matéria escolhida e dar o crédito ao autor caso necessário.  Além disso, é recomendado que sejam feitas as linkagens, citações e sejam colocadas as imagens relacionadas.

9. Opinião

Para você que quer construir uma imagem e virar referência dentro do mercado, o ideal é criar conteúdos opinativos. Com isso, será possível educar, disponibilizar informações e dicas práticas ao seu público.

Porém, quando for elaborar esses conteúdos, é preciso que ele seja embasado apenas em argumentos sólidos, a fim de comprovar o tema abordado e convencer a sua audiência. Não basta, dar a sua opinião e não saber do que está falando.

10. Vídeos

Um dos tipos de conteúdo mais utilizados nos últimos tempos, os vídeos são uma ótima forma de transmitir seus textos em seu blog. Ainda mais se ele for bem elaborado, uma boa estratégia de vídeo pode aumentar a compreensão da sua audiência em 74%, segundo a Video Brewery, empresa de de vídeos online.

Isso se deve, pois muitos dos usuários preferem muito mais vídeos do que textos. Mas, é preciso que ele seja bem elaborado e diversificado, a fim de agradar e chamar a atenção do seu público e ajudar no SEO da sua página.

Você também, pode criar conteúdos e incluir o texto como uma forma de complementar o seu artigo e deixá-lo ainda melhor e mais elaborado.

Comment

Bibiana Riedhorst

Formada em Jornalismo, especialista em Comunicação Empresarial, atua há mais de 20 anos no segmento de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas. Desde 2008, trabalha com mídias sociais para marcas, como AlphaGraphics, Fast Frame Molduras, Assist Card, etc. Além de comandar a PR Digital, Bibiana é mãe de três e compartilha suas memórias no Instagram pelo perfil @maedenegocios!

#ElaéSocial: Jessica Blanco da Meg & Meg

IMG_7298 (1).jpg

Conheça um pouco mais da designer Jessica Blanco, a girl boss que está por trás da papelaria fofa Meg & Meg.

1) Quais seus 3 perfis favoritos no Instagram e por quê?
@shopbando - gosto da forma como elas transmitem a ideia da marca e ainda assim são próximas dos clientes

@ohjoy - um blog que explora cores, design e criativade. amo!

@historiasdecasa - melhor instagram para ficar sonhando com uma casinha linda e fofa


2) Como você começou a Meg e Meg e o que a motivou a começar?

A Meg & Meg surgiu da minha vontade de criar uma loja que vendesse coisas fofas e úteis para a rotina das pessoas. Sempre amei papelaria e decidi criar minhas próprias coleções de produtos ao invés de apenas revender itens que já existiam. Comecei criando 6 itens para o lançamento do site. As primeiras vendas foram todas para amigos, famíliares e ex-colegas de trabalho. Aos poucos o Instagram foi sendo descoberto por novas pessoas e as primeiras vendas de desconhecidos vieram.

Minha maior motivação foi essa vontade de fazer uma loja de coisas fofas. Não sei explicar direito de onde surgiu, mas eu sentia que eu deveria fazer isso acontecer.

3. Como você construiu sua comunidade atual nas mídias sociais?
Sempre tratei as mídias sociais com muita seriedade. Entendo que o posicionamento como marca não pode ser super casual, mas também não muito sério. Eu procurei fazer fotos inspiradoras para que as clientes quisessem se inspirar na marca. Além disso, fiz parcerias com algumas influenciadoras do nicho para que novas pessoas descobrissem os produtos. E aos poucos as próprias clientes acabaram divulgando os produtos e fortalecendo a comunidade.

4. O que você espera para a Meg e Meg?
Espero que ela possa ser sempre uma empresa que traz alegria e praticidade na vida das clientes. E também que essa comunidade que existe hoje se mantenha e fortaleça ao longo dos anos

5.  Qual sua forma favorita de engajar sua audiência?

Adoro falar sobre bastidores da marca e mostrar um pouco do que acontece durante o trabalho. O Instagram é ótimo para isso, especialmente os Stories!

6. Conforme sua comunidade cresceu, veio alguma dificuldade com esse crescimento? Se sim, qual/quais?
Acho que as dificuldades do crescimento são administrativas: quanto mais gente enviando pergunta no direct, maior o tempo que você precisa para responder e dar um atendimento de qualidade. Além disso, com um volume maior de vendas também aumenta o tempo de preparar os pacotes e suporte ao cliente. Então foi preciso otimizar processos em quase todas as etapas sem prejudicar a qualidade. Com bastante organização - e uma nova integrante no time - isso foi possível!

7. Há 5 anos você esperava estar fazendo o que faz hoje? E como as mídias sociais contribuíram para seu negócio crescer?

Eu sonhava com isso sim, mas não achei que iria se torna realidade tão rápido! 

As mídias sociais foram essenciais para que minha empresa pudesse crescer com um investimento em publicidade bem pequeno. Eu li muito sobre como explorar o melhor de cada rede social e isso foi trazendo bastante interesse de forma orgânica e natural. Isso é o mais legal dos tempos atuais: você realmente consegue fundar uma empresa e começar com passos pequenos.

8. Quais são os apps que não podem faltar no seu celular?

Instagram (hehe)  UNUM e Spotify

Como Atrair Leads Qualificados por meio das Mídias Sociais

IMG_1576.JPG

Hoje em dia atrair leads qualificados, ou seja, potenciais clientes para seus produtos ou serviços, é essencial para qualquer estratégia de negócios. 

Sendo assim,  separamos algumas dicas importantes para sua empresa conseguir atrair leads qualificados para seu negócio por meio das mídias sociais. Confira!

1. Defina sua persona

Antes de qualquer coisa o mais importante é definir a persona do seu negócio, para então conseguir elaborar estratégia de marketing digital assertiva e realmente eficaz.

Saiba quem são seus potenciais consumidores, o que eles gostam e quais conteúdos são de seu interesse, para que assim seja possível focar em ações voltadas ao interesse dessas pessoas.

2. Escolha a melhor rede social para o seu negócio

Após a definição do público-alvo, é imprescindível escolher a melhor rede social para o seu negócio. Para que isso seja possível, faça uma pesquisa para saber onde o seu público está, para então elaborar a melhor campanha para geração de leads.

3. Crie e compartilhe conteúdos relevantes

Para conseguir ter uma boa conversão de leads em suas redes sociais, outro item muito importante é a criação de conteúdo relevante. Não basta postar qualquer coisa e esquecer de criar conteúdos que realmente interessam o seu público-alvo.

Mostre que você entende do assunto e é perito naquilo que está falando. Não esqueça de fazer uma pesquisa para saber o que interessa ou não aos seus seguidores, para que assim seja possível aumentar a audiência da sua página e os leads.

Como aumentar os leads?

Depois de seguir esses passos, agora é preciso transformar os seus seguidores em leads qualificados para sua empresa. Um dos recursos mais utilizados para conversão de leads é o direcionamento de leads pelos links, já que eles conseguem direcionar essas pessoas para seu site, landing page, blog e páginas com formulários, a fim de conseguir informações básicas como e-mail, nome e telefone.

Por isso, as redes sociais são uma das melhores ferramentas para atrair esses potenciais clientes para sua empresa. Invista em bons conteúdos, ações e compartilhe links e matérias interessantes que despertem a atenção dos seus seguidores.

Como utilizar cada rede social para atrair lead qualificados

1. Facebook

O Facebook é extremamente importante para as marcas que desejam gerar leads qualificados. Isso porque, muitas das pessoas estão dentro deste canal e ele permite que seja feita uma segmentação, direcionando serviços e produtos apenas para aquelas pessoas que tem interesse naquilo que está oferecendo.

Existem 3 formas de utilizar o Facebook para atração de lead, confira:

  • Grupos segmentados no Facebook: são importantes, pois é uma fonte gratuita de interação, pode ser segmentada e torna mais fácil o direcionamento e elaboração de conteúdo;

  • Facebook Ads/Remarketing: Por meio do Face Ads é possível encontrar de forma rápida e fácil o seu público-alvo, auxiliando a alavancar e aumentar a audiência da sua página, e consequentemente na captação de leads;

  • Postagens: mesmo perdendo sua força nos últimos tempos, as postagens ainda conseguem ser uma ferramenta preciosa para geração de leads, afinal é possível se aproximar e conversar com o seu seguidores. Compartilhe conteúdos relevantes e links que façam com que eles sejam direcionadas a uma landing page.

2. Instagram

Direcionado para publicação de imagens e vídeos, o Instagram recentemente abriu espaço para que as empresas utilizem a plataforma e consigam criar anúncios pagos, assim como a inserção de links para direcionamento para landing pages, blogs e sites. Isso, com certeza, está auxiliando na atração e geração de leads qualificados e realmente interessantes para as marcas.

3. LinkedIn

Uma das principais ferramentas de B2B e direcionada para interesses profissionais, o LinkedIn pode ser um ótimo canal para geração e atração de leads. Bem parecido com o Facebook, por meio dele é possível criar um perfil pessoal e uma fanpage sa sua empresa, além de conseguir compartilhar conteúdos interessantes que irão chamar a atenção dos seus seguidores.

Pelo LinkedIn, também existem 2 formas de atrair leads:

  • Grupos: com os grupos de profissionais, você consegue compartilhar conteúdos relevantes ao seu público-alvo e direcioná-los para uma landing page, site ou blog. Com isso, será possível gerar leads qualificados, com um baixo custo;

  • LinkedIn Ads: Com esse recurso é possível utilizar 2 formas de anúncios para geração de lead. A primeira são as postagens patrocinadas focadas na segmentação de mercado B2B e a segunda são os anúncios segmentados mais focados em venda , direcionando seus seguidores para o seu site. O único problema é que o CPC mínimo da plataforma é de 2 dólares.

Gostou das dicas? E sua marca, tem uma estratégia para atrair mais leads qualificados para seu negócio? Comente abaixo.