10 erros dos blogs corporativos

Blog CorporativoDiversas empresas já começaram a perceber a importância  do blog corporativo. Além de poder gerar mais visitas ao site institucional, também pode ser mais um meio de divulgar a marca e estabelecer um relacionamento mais próximo com seu público-alvo. Assim como acontece nas redes sociais, algumas organizações ainda cometem erros básicos na hora de atualizar suas páginas, por isso selecionei 10 erros comuns nos blogs corporativos:

1. Blog como canal de marketing. Há empresas que usam o blog apenas para divulgar informações da marca e a página acaba virando um canal voltado apenas para vendas. Os posts são baseados em informações sobre o quanto aquele produto é bom, que a empresa possui o menor preço, entre outros dados mais institucionais. Guarde essas informações para o site, lá é o canal onde as pessoas buscam esse tipo de notícia. Uma das funções do blog é ser uma prestação de serviços, deve conter dicas, notícias e conhecimentos relacionados ao setor no qual atua a corporação.

2. Blog como Sala de Imprensa. Você pode até utilizar o blog como uma plataforma para hospedar sua sala de imprensa e colocar releases ou clippings divulgados pela assessoria. Porém esse não deve ser o foco do blog corporativo, saiba distinguir a função e o objetivo de cada canal da empresa.

3. Falta de foco. O blog corporativo pode ser voltado para o público externo ou interno, o que não pode é misturar esses públicos em uma página só, são assuntos e objetivos diferentes, não há como colocar informações que só dizem respeito aos funcionários da organização junto com notícias que interessam ao consumidor ou cliente.

4. Bloqueio de comentários. Um blog sem espaço para comentários não é blog, é apenas um site. Um dos objetivos do blog corporativo é permitir a interação entre empresa e consumidor, se a organização posta apenas informações e não espera um retorno dos visitantes, não há como chamá-lo de blog.

5. Bloqueio de críticas. Também há casos em que empresas permitem comentários, porém bloqueiam críticas construtivas. É claro que há casos distintos, realmente há comentários ofensivos com palavrões que devem ser moderados, pois não agregam valor nenhum a empresa ou a página. Contudo, a organização não pode se fechar para comentários negativos, se ela abriu aquele espaço, deve estar ciente que também está sujeita a críticas, o que é uma vantagem, afinal é melhor o consumidor reclamar através do seu canal no qual você poderá responder do que comentar com outras pessoas ou em outros sites.

6. Falta de atualizações. Um blog corporativo deve ser bem planejado e um item muito importante é a frequência das atualizações, isso deve ser rigorosamente respeitado. Não adianta a empresa ter uma atualização diária na primeira semana e depois demorar meses para atualizar a página.

7. Linguagem muito formal ou técnica. Outra diferença entre o blog e o site da empresa é a linguagem. O blog é uma forma de comunicação direta com o consumidor, então a linguagem pode ser um pouco mais informal, sem utilizar muitos termos técnicos, imagine uma conversa com seu leitor. É claro que o bom senso nesse caso é fundamental, dependendo do setor no qual a organização atua, não utilize gírias ou abreviações e cuidado com a ortografia, saiba moderar essa informalidade.

8. Relacionamento forçado com outros blogueiros. É sempre importante manter um bom relacionamento blogueiros que escrevem sobre o mesmo assunto que seu blog corporativo, mas isso não deve funcionar como uma “amizade forçada”. Comentar em outros blogs é válido, mas apenas comente se realmente tiver o que escrever, reflita se o que está falando agrega algum valor para aquele post, não faça comentários apenas com a intenção de receber  outro em agradecimento.

9. Plágio. Essa deveria ser uma regra básica não só para blogs corporativos, como para todos os sites da Internet, mas nem sempre isso é respeitado. Nunca, jamais, em hipótese alguma copie o texto de alguém e coloque em sua página sem dar os devidos créditos. Caso ache um texto interessante que é relevante para o seu público alvo, não há problema em colocá-lo no blog com os créditos, mas manter uma página apenas com textos feitos por outras pessoas não é interessante.

10. Falta de planejamento. Todos esses erros citados acima são basicamente resultados da falta de planejamento. O blog corporativo é mais um canal da empresa, ou seja, tudo que está ali representa aquela marca, por isso antes de criá-lo, pense primeiro em todos os detalhes; foco, objetivo, frequência de atualizações, gerenciamento de comentários positivos ou negativos, relacionamento com outros blogueiros, divulgação, interação com outras redes, entre outras informações importantes.