O “Dislike” e sua Reputação Online

dislike_reputacao_onlineSe as pessoas podem dar um “joinha negativo” para meus posts, como isso irá influenciar a reputação da minha marca?

Essa semana, a internet foi a loucura com o provável anúncio de um botão “não curti” ou “dislike” no Facebook. Várias empresas desesperadas, as pessoas com medo de a rede virar uma guerra, gente já apagando aqueles posts mais duvidosos rs Antes de mais nada, calma! Nosso querido Mark Zuckerberg não confirmou que realmente irá existir esse botão, ele comentou que, claro, há algum tempo as pessoas questionam sobre isso e que estão fazendo alguns testes com novas ferramentas de interação, mas não necessariamente o “não curti”.

A preocupação dele é com posts que abordem uma tragédia, um momento de luto, algo triste e que hoje, a única forma das pessoas interagirem com essas mensagens é por meio do curtir ou então de um comentário. De qualquer forma, tudo isso está sendo testado e temos que esperar mais um pouco para entender como será essa nova forma de interação.

Contudo, toda essa discussão do dislike trouxe à tona a preocupação (ou não) das empresas com sua reputação online. Se realmente tivermos esse botão, as pessoas poderão manifestar que não gostam da minha marca? Como ficará minha reputação nessa história? Se você começou a se preocupar com isso apenas depois desse anúncio, já aviso que está tudo errado!

Muito antes de ter ou não esse botão, se seus clientes não estão satisfeitas com sua empresa, eles já possuem milhares de formas de manifestar isso na internet, de forma pública e bastante ampla! Seja por meio de uma publicação no Facebook, um vídeo, blog e outras diversas redes sociais, então antes de se preocupar com o tal “dislike”, fique atento com a reputação atual da sua marca.

Sempre comento aqui que independente da sua marca estar ou não nas redes sociais, as pessoas já falam de você, por isso o ideal é ter justamente o seu canal para canalizar essas menções e poder respondê-las, é claro!

Já parou para pensar no que seu público fala sobre você? Canais como Facebook, Instagram, Pinterest, Twitter são todos redes sociais, ou seja, redes de “conversa”, então quando você insere sua empresa neles, deve estar pronto não só para falar, como também ouvir. Por isso, monitore! Existem diversas ferramentas gratuitas, inclusive, aqui você pode baixar uma lista que preparamos com 30 delas, nas quais pode utilizar para monitorar não só o que falam só da sua marca, como de você, seus concorrentes e seu mercado.

Legal, estou monitorando aqui minha marca e tem várias menções sobre meu serviço ou meu produto, o que eu faço? Responda! Uma das principais formas de ter uma boa reputação online é dar atenção ao seu público, independente de ser uma reclamação, uma crítica, um elogio, um posicionamento neutro, uma dúvida, responda sempre! Mesmo que seja uma reclamação mais complexa, que você levará um certo tempo para conseguir resolver, RESPONDA! Informe que você está ciente desse problema e que está fazendo o possível para resolvê-lo. Mesmo que algumas pessoas estejam insatisfeitas com sua empresa, apenas o fato de dar atenção a elas e tentar buscar uma solução, já dará outra visão para o seu negócio.

Além do monitoramento, uma estratégia essencial para ter uma boa reputação online é por meio de conteúdo. Compartilhe conhecimento e produza conteúdo relevante e de qualidade, seja por meio de vídeo, imagens, posts no blog, identifique quais são as dores e dúvidas do seu público e crie conteúdo que colabore com o dia a dia dessas pessoas.

O fato de produzir conteúdo relevante com frequência, além de ampliar a divulgação da sua marca, também a ajudará a ter uma boa reputação online, afinal, ao buscar por assuntos relacionados ao seu setor, seu público encontrará diversas informações positivas, conteúdos de qualidade, ou seja, a credibilidade e confiança no seu negócio será muito maior.

Reputação Online não é criada do dia para a noite, mas pode ser destruída de uma hora para a outra, então independente de haver ou não um botão que permita que as pessoas expressem que não gostaram do seu conteúdo, sua reputação é algo que merece atenção sempre, pois muito além do tal “dislike”, já estão disponíveis aí outras diversas formas das pessoas manifestarem o “não curti” para o seu negócio.

E aí, se realmente tivermos essa nova funcionalidade no Facebook, o que acharam da ideia? Deixe sua opinião nos comentários!

o

Utilize o Pinterest para aumentar suas vendas

Pinterest para aumentar suas vendasPinterest já mostrou ser muito mais do que uma ferramenta de compartilhamento de imagens. Conhecida por suas famosas wish lists, tem atraído um grande número de seguidores com potencial comercial. Por isso, listei aqui como você pode utilizá-lo para aumentar as suas vendas e o seu marketing digital:

1. Escolha o melhor ângulo: A boa utilização começa pelo site de sua empresa. Atente para as imagens postadas nele. Fotos criativas e de alta qualidade além de atrair usuários motivam o compartilhamento;

2. Lembre-se sempre que marca não é uma pessoa, você deve criar uma página para ela e não um perfil;

3. Explore conteúdos diferenciados: Tente enxergar além do próprio umbigo. Seu perfil não deve conter apenas imagens e murais relativos à sua marca. Siga e compartilhe outros perfis populares de estilo semelhante;

4. Ilustre vantagens: Além de fotografias tradicionais, produza infográficos sobre sua marca. Que tal compartilhar estatísticas de uso dos serviços que você oferece? Você também pode criar gráficos listando vantagens sobre o uso de seu produto;

5. Melhore seu ranqueamento: Para que seu perfil seja facilmente encontrado em sites de buscas, ou na própria pesquisa do Pinterest, é essencial que você cadastre palavras-chave em cada postagem. Estas devem ser totalmente relativas ao seu conteúdo. Além disso, uma boa descrição também complementa a experiência e ajuda na procura do usuário;

6. E por último, atente-se para a ferramenta de métricas disponibilizada pelo Pinterest. Desta maneira, você verifica o número de acessos à sua página, o que vem dando certo, e o que deve ser modificado.

Ficou com alguma dúvida? Então deixe seu comentário!

Como começar a anunciar nas redes sociais?

como_comecar_anunciar_redes_sociais

Você quer anunciar nas redes sociais e não sabe por onde começar? Nesse post eu vou te ajudar a entender um pouco de como funcionam os anúncios em cada uma delas. As principais redes hoje sabem do poder que têm nas mãos e tentam unir o útil ao agradável: rentabilizar em cima de sua base e gerar retorno às empresas que querem extrair mais do canal.

Facebook

Hoje é considerada a maior rede social do mundo. Os números ultrapassam os 1,23 bilhões de usuários no mundo com 61,2 milhões no Brasil. Você pode fazer direto pelo Gerenciador de Anúncios. Com valor acima de R$30 é possível ter a ajuda de um consultor do Facebook.

LinkedIn

A rede social é excelente por conhecer muito bem o perfil profissional de cada usuário. Basicamente o LinkedIn tem acesso a informações como cargo, empresa (tamanho, segmento, etc), experiência na função, escolaridade, etc. Dessa forma, é possível segmentar bem e encontrar perfis muito qualificados que dificilmente seriam encontrados com essa precisão em outros canais. Por isso é ótimo para atrair visitantes qualificados e gerar Leads.

Para anunciar você precisa de uma Company Page. O processo de gerar anúncios é no modelo self-service onde você mesmo pode criar. Ao gerar seu anúncio faça testes: crie com imagens e textos diferentes e veja qual funciona melhor.

Instagram

A rede social hoje possui mais de 300 milhões de usuários. O Brasil está entre os 5 países que mais usam o Instagram. Nele, todos os conteúdos pagos serão marcados com o rótulo “Patrocinado” acima da imagem. Os anúncios estão em fase experimental. Algumas agências já estão em fase de testes. Antes de inserir anúncios para todos os públicos, o Instagram está estudando os tipos de formatos a fim de garantir a melhor experiência para parceiros e usuários.

Twitter

Hoje a rede social possui 200 milhões de usuários onde a média de tweets por dia é de 400 milhões. Uma rede com muitos influenciadores e onde 60% dos usuários acessam via celulares.

No momento, os anúncios do Twitter no Brasil estão disponíveis somente via contato direto e contas maiores.

Youtube

A maior rede de vídeos do mundo é considerada também a segunda opção como mecanismo de buscas de informações, ficando atrás apenas do Google. Hoje o Youtube já ultrapassou a marca de 1 bilhão de usuários com mais de 48h de conteúdos novos por minuto. Anúncios em vídeo do YouTube são vinculados ao Google AdWords. Depois de criar uma conta, onde você vai gerenciar seus anúncios e ver resultados.

Lembre-se sempre, o mais importante é você definir a rede social de acordo com o seu orçamento para o canal que tem mais afinidade,  e atingir seus objetivos no marketing digital!

Ficou com alguma dúvida? Então deixe seu comentário!

Como fazer uma campanha de e-mail marketing de sucesso?

campanha_email_marketing_sucessoOs benefícios de uma campanha de e-mail marketing de sucesso são vários, mas claro quando ela é feita da forma correta e não cansativa e insistente, por isso, separei algumas dicas muitos importantes para você ter um grande retorno com ela e alcançar ainda mais o seu público-alvo. Veja como fazer  e investir ainda mais no seu marketing digital:

Envie mensagens não comerciais: Não lote a caixa de e-mail dos seus assinantes apenas com propagandas, ofereça informações úteis, para que assim as pessoas gostem de receber suas mensagens, e quando você enviar alguma propaganda você já terá a simpatia dos leitores;

Não foque apenas em buscas comerciais: Atraia também pessoas que buscam por informação para sua lista de e-mails. Para isso, forneça um conteúdo de qualidade e não apenas propagandas, assim você cria um vínculo com essas pessoas que buscam informação e quando elas buscarem algo para comprar já terá seu negócio em mente;

Apresente algo interessante já desde o início: Quando você escolher enviar e-mails marketing para as pessoas que acessam o seu site, mostre o porquê elas devem fazer isso. Apresente todas as vantagens da sua empresa logo de cara, como artigos, gráficos, livros virtuais, ferramentas, etc. Não fique apenas na promessa, prenda a atenção das pessoas e mostre credibilidade;

Ofereça algo impressionante gratuitamente: Esta é uma ótima maneira de atrair as pessoas. Ofereça alguma ferramenta, brindes, artigos ou qualquer coisa que possa ter valor para os visitantes do seu site.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

Como usar o SEO a favor do meu conteúdo?

SEO a favor do conteúdoUm conteúdo de qualidade é uma das formas mais eficientes de aumentar a sua audiência. Mas será que você está fazendo isso da forma mais correta? Será que você está fazendo com que o conteúdo produzido trabalhe a seu favor? Veja como utilizar o SEO para isso.

 Um conteúdo de qualidade utilizando o SEO é o que diferencia seu produto/serviço dos concorrentes. Ele faz com que a sua credibilidade aumente, além de melhorar o posicionamento do seu site ou blog de forma totalmente orgânica.

Para investir no seu marketing digital, e usar o SEO a favor do seu conteúdo, primeiramente você precisa escolher bem as suas palavras-chave. Não basta só ir lá e escrever. Você deve focar na estratégia e em uma forma de contextualizar esse termo no seu texto. Não utilize diversas vezes a mesma palavra-chave em um texto ou parágrafo, mas sempre tentar colocá-la nas principais informações e em negrito.

Depois, crie um conteúdo original, relevante e não muito longo para não ficar cansativo, e em seguida aplique as suas palavras-chave nele. Faça isso da forma correta e sem exageros, que em breve você vai começar a notar os resultados das suas páginas quando procurar por termos importantes para a sua empresa nos mecanismos de busca.

E você, já está utilizando o SEO a favor do seu conteúdo?

Quais as vantagens da minha empresa ter um blog?

Facebook para Negócios (7) cópiaCom o ápice que vem ocorrendo na internet nos últimos anos, os blogs passam a estar presentes em praticamente todas as empresas, de pequeno, médio e grande porte, o que vem se tornando cada vez mais um diferencial importante no mundo corporativo e do marketing digital.

Possuir uma plataforma com conteúdo relevante e com credibilidade vem provando a cada dia mais o quanto pode ajudar no sucesso do seu negócio. Listamos aqui, quais as principais vantagens da sua empresa ter um blog:

Conteúdo Atualizado: muitas empresas pecam nesse aspecto, fazendo um blog que permanece sem atualização por muito tempo. Aproveite essa grande oportunidade, e atualize- o sempre, oferecendo conteúdo de qualidade, melhorando a taxa de atualização e consequentemente o SEO.

Comunicação direta: alguns posts podem ser feitos para expor um pouco mais as ideias da empresa, eventos realizados, fotos dos eventos, cursos de especialização, uma entrevista com o gerente falando sobre a empresa no geral ou algum conteúdo relevante sobre a área que atua.

Opinião: ter um blog lhe oferece a oportunidade de ter diálogos, conversas e coletar opiniões dos clientes a respeito de assuntos diversos e de seus próprios serviços.

Credibilidade: com um blog bem escrito, com uma boa taxa de atualização, sua empresa passará mais credibilidade aos clientes.

Antecipação: o blog pode ser usado para lançar novidades, dar dicas ou informações sobre novos produtos e serviços oferecidos.

Humanização: com um blog bem escrito, a empresa não parecerá tão distante da realidade, ou seja, ela terá um contato melhor com seus clientes, e consequentemente uma “face humana”, o que faz toda a diferença!

Ficou com alguma dúvida? Então deixe seu comentário!

Mídias Sociais para Profissionais Liberais

Mídias Sociais para Profissionais LiberaisÉ um profissional liberal e não sabe como divulgar seu negócio? As mídias sociais podem ser a solução para o seu problema!

Se você é médico, psicólogo, nutricionista, arquiteto ou outro profissional liberal, sabe que para conseguir clientes, sua reputação é fundamental, já que não estamos falando de uma marca e sim do seu nome. Então saiba que da mesma forma que a internet pode acabar com uma carreira, é essencial para construir e manter uma boa reputação e consequentemente conseguir mais clientes. Para ajudá-lo nessa jornada, separamos algumas dicas de como você pode usar as mídias sociais na divulgação do seu negócio

Ter um bom perfil pessoal nas Mídias Sociais

Lembre-se, na sua profissão liberal, o seu nome é o que garante o sucesso do negócio, então é importante que ele esteja ligado a coisas positivas e assuntos relacionados à sua área de atuação. Tem um perfil no Facebook? Ele é aberto à pacientes ou clientes? Então é importante sempre pensar duas vezes sobre o que está compartilhando. Caso não queira misturar trabalho com vida pessoal, crie uma Fan Page para compartilhar informações sobre sua área de atuação; compartilhe novidades, trabalhos realizados, artigos, seus serviços, faça com que as pessoas enxerguem você como uma referência no assunto.

Está no Linkedin? Não? Pois deveria! No Linkedin fica muito mais fácil você fazer essa separação entre profissional e pessoal, já que lá é uma rede exclusiva para você falar apenas do lado profissional. Deixe seu perfil bem completo, com as informações sobre sua carreira, premiações, especializações e trabalhos realizados. Além disso, participe de grupos de discussão e compartilhe seu conhecimento, ser reconhecido entre os profissionais da área é um primeiro passo para chegar até o seu público.

Ter um Blog

O blog é uma das melhores formas de construir uma boa reputação, além de ajudá-lo a ser encontrado. Quando as pessoas precisam de um advogado ou um arquiteto, além de pedir indicações, recorrer ao Google é uma das principais alternativas.  Pense em alguém que precisa de um projeto para seu apartamento pequeno, provavelmente essa pessoa irá fazer uma busca como  “arquiteto especializado em ambientes pequenos”, podendo encontrar o post que você escreveu, ou seja, alguém que escreveu sobre isso, realmente entende do assunto. E seu nome estará sempre ligado a esse assunto.

Mídias Sociais para Arquitetos

Diversos assuntos que um arquiteto pode trabalhar como temas em seu blog

 Faça com que as pessoas falem sobre você

Você com certeza é bom no que faz, certo? Também conhece sobre sua área de atuação? Então faça com que as pessoas saibam disso! Além de buscar no Google, o que as pessoas fazem quando buscam por um serviço? Perguntam, pedem indicações! Mesmo que não seja alguém conhecido, a opinião de outros usuários é muito mais valiosa do que você falando o quanto é bom. Além de convidar seus clientes para curtirem a página e compartilharem o conteúdo, conseguir depoimentos é essencial! Grave vídeos com pessoas satisfeitas com seu trabalho, algo simples, curto mesmo, feito no celular, e compartilhe no seu canal, tanto no Facebook, quanto no YouTube.

Seguindo essas dicas e fazendo um trabalho constante de construção e manutenção da sua reputação, ao buscar pelo seu nome na internet, sabe o que as pessoas irão achar? Um canal no Facebook com informações e dicas sobre sua área, um blog com conteúdo relevante e importante e análises bem feitas por um profissional que conhece o assunto, vídeos de pessoas que conhecem e já utilizaram seus serviços e falam bem de você, um perfil que participa de discussões e colabora com o mercado. Bom, eu contrataria esse super profissional e você?

Tem alguma dúvida sobre como divulgar seu negócio na internet? Fale conosco!

Saiba como o SEO pode impulsionar seu blog corporativo

SEO para blog corporativoPossuir um blog era um dos grandes atrativos da internet há cerca de 10 anos. Com o desenvolvimento das redes sociais, pessoas e empresas cada vez mais foram deixando de lado essa plataforma em favor de uma interação e troca de informações mais rápida e dinâmica. Porém, os propósitos para se ter um blog, especialmente no meio corporativo, passaram a ser redescobertos na medida em que o marketing de conteúdo foi provando seu valor, e hoje em dia pequenas e grandes empresas já aderiram.

E ter um blog corporativo com um conteúdo otimizado então, melhora não apenas a audiência, como também a relevância dele nos mecanismos de busca como o Google.

Para impulsionar e potencializar os resultados do seu blog corporativo de maneira orgânica, a melhor estratégia a ser utilizada é o Search Engine Optimization, o famoso SEO. Ele é aplicado ao conteúdo por meio da utilização de palavras-chave, hiperlinks e no cuidado e elaboração de títulos e descrições de cada post, o que ajuda a colocar o seu link no topo dos resultados.

No SEO, a principal ferramenta para se trabalhar é a escolha da palavra-chave. Uma boa palavra-chave ajuda a classificar o seu site em relação à posição que aparecerá nas pesquisas, levando em conta o nível de relevância que aquela palavra tem em relação ao seu site, ou seja, as suas palavras-chave SEO devem estar diretamente relacionadas ao conteúdo que você quer apresentar. Quem procura algo na internet, espera e deve encontrar exatamente o que está procurando. Escolher uma boa palavra-chave sobre o seu negócio, pode ser uma tarefa difícil, mas com certeza trará bons resultados e o cliente que você procura.

seo_

E o conteúdo do blog corporativo da sua empresa, já possui SEO?

Solicite já esse serviço. Fale conosco e saiba como! Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe um comentário em nosso blog!

Como usar o Linkedin a favor da sua empresa?

0.jpg

comousar_linkedin_favor_empresaEle possui 10 anos, 225 milhões de usuários em 200 países e a presença de 27 milhões de marcas. Essas são as principais razões para a sua empresa não perder nem mais um minuto fora do LinkedIn. Além disso, dados recentes mostram que 77% dos membros realizam pesquisas de produtos e serviços, e 60% clicam em anúncios pagos. Por isso sua empresa não pode e nem deve ficar sem um perfil no Linkedin. Veja como você pode utilizá-lo a favor do seu negócio.

Após criar seu perfil, em seguida convide os seus clientes, parceiros, família e amigos para serem seus "seguidores" no LinkedIn. Quantos mais, melhor. Com a sua rede formada, tenha o cuidado de partilhar informação interessante aos seus contatos profissionais. Uma forma de fazê-lo é promover o debate sobre as notícias mais recentes e relevantes sobre o seu negócio. Faça perguntas e incentive o diálogo com os seus seguidores, isso vai promover seu marketing digital.

O foco da sua página empresarial é transformar os seus seguidores em clientes e os cliques em vendas. Para isso, incentive os seus seguidores a agirem e clicarem em seus anúncios.

Rede do Linked in para empresas

Quando entrar na rede, não adote uma atitude passiva. Criar e gerir grupos dentro da rede social não só dará credibilidade ao seu negócio, mas também lhe permitirá expandir a sua rede de contatos e chegar a profissionais especializados e influentes. Atraia a atenção. Como ponto de partida para os grupos, defina dois ou três dos tópicos de maior interesse na sua área de negócio.

Está provado que centenas de milhões de pessoas usam o LinkedIn para pesquisar produtos e serviços, por isso é importante que o perfil da sua empresa sobressaia no gigante universo de marcas presentes nessa rede social tão importante. Solicite já esse serviço para a sua empresa. Fale conosco e saiba como!

Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe um comentário em nosso blog!

10 erros do uso das Redes Sociais por empresas

Erros nas redes sociaisMuitas empresas já possuem as redes sociais como item obrigatório em suas estratégias de marketing e com o crescimento do mercado, é comum sermos surpreendidos com cases de sucesso e ações inovadoras. Contudo, há também o “lado negro” do marketing digital, empresas que se preocupam apenas em seguir a moda do Facebook, Instagram ou Twitter, mas que não se preocupam em realmente ter um canal de relacionamento.

Para não ser mais um case #fail, separamos os 10 principais erros do uso das redes sociais por empresas.

1. Falta de Planejamento

Planejamento Redes SociaisEsse é um dos principais enganos cometidos por empresas nas redes sociais e o que na verdade, acaba gerando outros erros a serem comentados aqui. Não bastar criar um canal social, é necessário ter uma estratégia definida, saber quais as redes mais utilizadas pelo seu público, o conteúdo que será relevante para ele, qual será a frequência de atualizações, entre outras diversas informações. Além disso, é importante sempre rever o planejamento, avaliar se a estratégia que foi definida está trazendo o retorno esperado e mudá-la caso seja necessário.

2. Estar em todas as Redes Sociais

Será que sua marca realmente precisa estar no Twitter, Facebook, Instagram, Pinterest, YouTube, Google+, Linked in e em outros diversos canais? O seu público está em todos essas redes?

Antes de escolher os canais nos quais sua empresa irá atuar, é importante avaliar quais realmente são relevantes para o seu negócio, aqueles que conseguirá atualizar com eficiência e principalmente, avaliar as redes que seu público utiliza. Se o consumidor do seu produto está todo no Facebook, por que perder tempo no Twitter? Novamente um erro causado pela falta de planejamento.

3. Falta de Interação

Falta de Interação nas redes sociaisSe quer usar as redes sociais para o seu negócio, é preciso entender que são canais de relacionamento, não é um monólogo e sim uma conversa. A empresa deve entender que ao abrir uma página no Facebook ou um perfil no Twitter, é porque está se colocando à disposição conversar com o usuário. Se a marca não está preparada para essa conversa, é melhor não ter o canal.

4. Vender! Vender! Vender!

Sim, as redes sociais são ótimos canais para vender produtos ou serviços, mas se você tentar fazer apenas isso, sua estratégia está errada! O usuário não entra no Facenook, por exemplo, para ficar vendo propaganda de empresas, é a mesma coisa que estar em um bar com amigos e entrar alguém no meio da roda querendo te empurrar um produto.

5. Falta de estratégia de Conteúdo

Vamos publicar a foto do gatinho que todo mundo gosta! Com esse conteúdo, você até pode ter várias interações, mas que benefícios isso irá trazer para o seu negócio? Publique conteúdo que seja relevante para o seu público e que possa ser relacionado ao seu negócio, não seja apenas mais uma marca nas redes sociais, agregue conteúdo de qualidade que chame a atenção do usuário e o faça enxergar sua empresa como uma fonte relevante de informações.

6. Bate boca com o usuário

Recebi uma reclamação e agora, o que fazer? Vou discutir aqui com usuário publicamente para todo mundo ver, certo? Errado! Você está em uma rede social e aberto a receber todo tipo de comentário, o importante é saber como dar andamento a cada um deles. Recebeu uma reclamação? A dica é: responda, mas evite um bate boca desnecessário, que ficará visível para todos os usuários, o ideal é sempre levar a conversar para o privado.

7. Falta de bom senso

Antes de publicar algo no canal da sua empresa, reflita: eu colocaria isso em um outdoor para todo mundo ver? Falaria isso pessoalmente para o meu consumidor? Bom senso é fundamental e esses 10 segundos de reflexão pode ser essencial. O usuário é cada vez mais exigente e uma palavra, uma imagem ou um vídeo mal interpretado pode provocar uma crise com enormes prejuízos para a empresa.

8. Perda do Timing

case snickers copa do mundoEstamos em época de Copa do Mundo e quando aconteceu a mordida do Suárez, muitas empresas aproveitaram o gancho para brincar com o acontecido ligando o fato ao seu produto, como o snickers, por exemplo.

O post recebeu diversos elogios e foi bastante compartilhado porque se aproveitou de uma situação do momento. Se a empresa tivesse publicado isso hoje, uma semana depois, teria o  mesmo resultado? Não! As redes sociais são feitas de espontaneidade, de momentos, saiba aproveitar esse timing da melhor forma.

9. Excesso de Conteúdo

Excesso de conteúdo nas redes sociaisEm um dia eu preciso falar do lançamento de um produto novo, de uma promoção que estamos lançando, compartilhar um post de um consumidor satisfeito, é dia das mães, tem uma arte comemorativa, mas também tem um artigo legal que eu preciso compartilhar. Pronto, o usuário já se irritou com sua marca e parou de segui-la!

Mais uma vez entra aqui o bom senso, você já está disputando atenção com milhares de informações que são compartilhadas nas redes sociais, então o mais importante é ter um conteúdo conciso e de qualidade, que chame atenção do usuário de forma positiva.

10. Você é uma marca, não uma pessoa Física

Você não irá compartilhar na página da sua empresa o mesmo tipo de conteúdo que publica no perfil pessoal. Muitas empresas confundem a informalidade e dinamismo das redes sociais e acabam tornando o canal algo muito pessoal, deixando que crenças e opiniões interfiram no conteúdo. Por mais que essas redes exijam sim um toque mais pessoal, é sempre importante lembrar que ali você está falando como uma empresa e tudo que for publicado será ligado como algo “dito” pela marca como um todo.

Já viu algum outro erro que não comentei aqui? Deixe seu comentário, vamos ampliar essa lista!