Como usar o SlideShare para atrair tráfego

Já pensou em usar o SlideShare para atrair mais visitantes para seu site ou blog?

Lançada em 2006, o SlideShare é uma plataforma de compartilhamento de apresentaçõesmontadas no Power Point ou documentos no formato PDF. O conteúdo disponibilizado nesta rede é público, e qualquer usuário pode encontrar, visualizar e compartilhar suas apresentações

O compartilhamento de conteúdo interessante por meio do SlideShare pode aumentar significativamente a atuação online de uma empresa, expandido seu alcance de mercado e gerando maior tráfego para seu blog ou site. Trata-se, portanto, de uma excelente oportunidade de mostrar seu trabalho e fazer com que sua empresa seja reconhecida como especialista ou disseminadora de informações sobre determinado assunto.

Confira, a seguir, algumas dicas de como usar o SlideShare para aumentar o tráfego da sua página:

SEO

Criar e disponibilizar conteúdo original é uma das principais maneiras de melhorar a posição do seu site perante os mecanismos de busca. Nesse sentido, criar SlideShares é uma excelente estratégia de aprimorar o perfil online da sua empresa e fazer com que ela apareça com mais frequência nos resultados do Google.

Apresentações visuais e atraentes

O SlideShare é uma ferramenta que prioriza documentos de caráter didático, com uma apresentação mais visual e texto simplificado. Por isso, crie documentos com poucas frases e muitas representações visuais —como fotos, setas explicativas, tabelas e ícones.

Apresentações comerciais

O SlideShare é muito útil para a divulgação de apresentações comerciais, já que é uma ferramenta própria para isso. Você pode fazer um link do seu site diretamente para sua apresentação, tirando o peso do arquivo de sua página e trazendo velocidade na leitura do conteúdo.

Use chamadas para ação

Aproveite sua apresentação para incluir links que direcionem o leitor para seu site ou blog, sempre com a ideia de “saiba mais”. Isso deixa seu conteúdo mais rico e contribui diretamente para o SEO da sua página.

Disponibilize conteúdo viral

Preocupe-se em criar uma apresentação que una qualidade de informação ao profissionalismo, de modo que seu conteúdo seja inegavelmente atrativo e relevante. Além disso, não se esqueça de utilizar as redes sociais e incluir botões como “Recomendar”, “Compartilhar” ou “Enviar para um amigo”, facilitando o compartilhamento da sua apresentação.

E você, ja tentou usar o SlideShare? Comente abaixo se tem mais dicas para o SlideShare.

10 erros do uso das Redes Sociais por empresas

Erros nas redes sociaisMuitas empresas já possuem as redes sociais como item obrigatório em suas estratégias de marketing e com o crescimento do mercado, é comum sermos surpreendidos com cases de sucesso e ações inovadoras. Contudo, há também o “lado negro” do marketing digital, empresas que se preocupam apenas em seguir a moda do Facebook, Instagram ou Twitter, mas que não se preocupam em realmente ter um canal de relacionamento.

Para não ser mais um case #fail, separamos os 10 principais erros do uso das redes sociais por empresas.

1. Falta de Planejamento

Planejamento Redes SociaisEsse é um dos principais enganos cometidos por empresas nas redes sociais e o que na verdade, acaba gerando outros erros a serem comentados aqui. Não bastar criar um canal social, é necessário ter uma estratégia definida, saber quais as redes mais utilizadas pelo seu público, o conteúdo que será relevante para ele, qual será a frequência de atualizações, entre outras diversas informações. Além disso, é importante sempre rever o planejamento, avaliar se a estratégia que foi definida está trazendo o retorno esperado e mudá-la caso seja necessário.

2. Estar em todas as Redes Sociais

Será que sua marca realmente precisa estar no Twitter, Facebook, Instagram, Pinterest, YouTube, Google+, Linked in e em outros diversos canais? O seu público está em todos essas redes?

Antes de escolher os canais nos quais sua empresa irá atuar, é importante avaliar quais realmente são relevantes para o seu negócio, aqueles que conseguirá atualizar com eficiência e principalmente, avaliar as redes que seu público utiliza. Se o consumidor do seu produto está todo no Facebook, por que perder tempo no Twitter? Novamente um erro causado pela falta de planejamento.

3. Falta de Interação

Falta de Interação nas redes sociaisSe quer usar as redes sociais para o seu negócio, é preciso entender que são canais de relacionamento, não é um monólogo e sim uma conversa. A empresa deve entender que ao abrir uma página no Facebook ou um perfil no Twitter, é porque está se colocando à disposição conversar com o usuário. Se a marca não está preparada para essa conversa, é melhor não ter o canal.

4. Vender! Vender! Vender!

Sim, as redes sociais são ótimos canais para vender produtos ou serviços, mas se você tentar fazer apenas isso, sua estratégia está errada! O usuário não entra no Facenook, por exemplo, para ficar vendo propaganda de empresas, é a mesma coisa que estar em um bar com amigos e entrar alguém no meio da roda querendo te empurrar um produto.

5. Falta de estratégia de Conteúdo

Vamos publicar a foto do gatinho que todo mundo gosta! Com esse conteúdo, você até pode ter várias interações, mas que benefícios isso irá trazer para o seu negócio? Publique conteúdo que seja relevante para o seu público e que possa ser relacionado ao seu negócio, não seja apenas mais uma marca nas redes sociais, agregue conteúdo de qualidade que chame a atenção do usuário e o faça enxergar sua empresa como uma fonte relevante de informações.

6. Bate boca com o usuário

Recebi uma reclamação e agora, o que fazer? Vou discutir aqui com usuário publicamente para todo mundo ver, certo? Errado! Você está em uma rede social e aberto a receber todo tipo de comentário, o importante é saber como dar andamento a cada um deles. Recebeu uma reclamação? A dica é: responda, mas evite um bate boca desnecessário, que ficará visível para todos os usuários, o ideal é sempre levar a conversar para o privado.

7. Falta de bom senso

Antes de publicar algo no canal da sua empresa, reflita: eu colocaria isso em um outdoor para todo mundo ver? Falaria isso pessoalmente para o meu consumidor? Bom senso é fundamental e esses 10 segundos de reflexão pode ser essencial. O usuário é cada vez mais exigente e uma palavra, uma imagem ou um vídeo mal interpretado pode provocar uma crise com enormes prejuízos para a empresa.

8. Perda do Timing

case snickers copa do mundoEstamos em época de Copa do Mundo e quando aconteceu a mordida do Suárez, muitas empresas aproveitaram o gancho para brincar com o acontecido ligando o fato ao seu produto, como o snickers, por exemplo.

O post recebeu diversos elogios e foi bastante compartilhado porque se aproveitou de uma situação do momento. Se a empresa tivesse publicado isso hoje, uma semana depois, teria o  mesmo resultado? Não! As redes sociais são feitas de espontaneidade, de momentos, saiba aproveitar esse timing da melhor forma.

9. Excesso de Conteúdo

Excesso de conteúdo nas redes sociaisEm um dia eu preciso falar do lançamento de um produto novo, de uma promoção que estamos lançando, compartilhar um post de um consumidor satisfeito, é dia das mães, tem uma arte comemorativa, mas também tem um artigo legal que eu preciso compartilhar. Pronto, o usuário já se irritou com sua marca e parou de segui-la!

Mais uma vez entra aqui o bom senso, você já está disputando atenção com milhares de informações que são compartilhadas nas redes sociais, então o mais importante é ter um conteúdo conciso e de qualidade, que chame atenção do usuário de forma positiva.

10. Você é uma marca, não uma pessoa Física

Você não irá compartilhar na página da sua empresa o mesmo tipo de conteúdo que publica no perfil pessoal. Muitas empresas confundem a informalidade e dinamismo das redes sociais e acabam tornando o canal algo muito pessoal, deixando que crenças e opiniões interfiram no conteúdo. Por mais que essas redes exijam sim um toque mais pessoal, é sempre importante lembrar que ali você está falando como uma empresa e tudo que for publicado será ligado como algo “dito” pela marca como um todo.

Já viu algum outro erro que não comentei aqui? Deixe seu comentário, vamos ampliar essa lista!

Franquias: como usar as Redes Sociais para captação de franqueados?

como_usar_as_redes_sociais_para_captacao_de_franqueadosRedes sociais como Facebook, Linked in, Twitter, Blog, Foursquare, entre outras, já são uma realidade no dia a dia de muitas empresas, inclusive de franqueadoras e toda a sua rede de franquias, mas como usar esses canais para captar novos franqueados?

O primeiro passo fundamental é o monitoramento. As pessoas disponibilizam milhares de informações nas redes sociais, cabe a franquia saber monitorar e utilizar esses dados como oportunidades de negócio.

Comece monitorando palavras chaves relacionadas a quem quer abrir uma empresa, empreendedorismo, franquia, além de termos ligados ao seu mercado. Com uma simples busca no Twitter, por exemplo, é possível não só encontrar possíveis novos franqueados, como também insights que podem ajudar na expansão da rede.

captação de franquias nas redes sociais captação de franquias nas redes sociais

 No Facebook também é possível monitorar diversos grupos de pessoas interessadas em abrir uma franquia, ou então que buscam por informações sobre novos investimentos, a empresa só deve tomar cuidado para não ser invasiva nos contatos. Com os anúncios no Facebook, é possível também atingir de forma direta o perfil do público que procura pelo empreendimento.

captação de franquias nas redes sociais

Outra rede fundamental para captar novos franqueados é o Linked in. Por ser um canal específico de profissionais e negócios, já possui o ambiente ideal para buscar por empreendedores e pessoas em busca de novos negócios. Além disso, há também os grupos de discussão, nos quais podem surgir novas oportunidades também.

Pessoas que estão em busca de abrir uma franquia utilizam muito a internet para encontrar informações sobre o setor, oportunidades, como funciona, o que também pode ser uma oportunidade para as franqueadoras. Ao compartilhar informações, se colocar como referência no assunto e participar de grupos de discussão, além de garantir uma boa reputação online para a empresa, também colabora para que a marca seja encontrada por esses prospects que procuram por informações sobre o negócio.

Antes de prospectar novos franqueados com as redes sociais, também é importante que a empresa esteja com a “casa em ordem”, ou seja, com sua reputação online positiva, canais sociais atualizados com informações importantes, além de também usar os próprios franqueados como advogados da marca.

Já utilizou as redes sociais como captação de clientes? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários!