O fim da Comunicação Tradicional

Fim da comunicação tradicionalSe você acompanha as notícias relacionadas a comunicação ou internet em geral já deve ter reparado na quantidade de notícias anunciando o fim de alguma coisa: o fim do e-mail, do e-mail marketing, da assessoria de imprensa ou do press release. Mas será que    a comunicação tradicional realmente está com os dias contados?

Se você é um profissional mais conservador, é bom se preparar, porque com o avanço da internet e das mídias sociais, realmente aquela comunicação que era aprendida na faculdade não é mais a mesma.

Vamos começar pelo fim do e-mail. Uma pesquisa realizada no Reino Unido prevê o fim do e-mail em 10 anos, pois apenas 51% dos entrevistados afirmaram que a ferramenta é seu meio de comunicação principal. Em um fórum realizado em 2008, o gerente de novas tecnologias da IBM Brasil afirmou que dentro de 5 ou 7 anos o e-mail deixaria de existir devido aos hábitos da geração Y. Hoje em dia, assuntos mais casuais realmente são tratados em “público” por meio de uma mensagem no Twitter, um recado no Orkut , Facebook ou por sms. Não estou dizendo que o e-mail vai acabar, apenas que essas pesquisas realmente têm algum fundamento.

E o e-mail marketing? Essa forma de divulgar a empresa realmente fez sucesso durante alguns anos, as organizações contratavam designers e profissionais de marketing para criarem essas campanhas, disputavam o maior mailing, consumidores reclamavam do spam, porém a estratégia continuou funcionando durante algum tempo. Mas e agora, isso ainda dá certo? Pense bem, o que é mais atrativo para o consumidor acostumado com a web 2.0? Receber um e-mail com uma propaganda entre milhares de outras mensagens mais importantes ou uma interação legal da empresa por meio do Twitter, com promoções que beneficiam os clientes que seguem seu perfil? Particularmente, eu fico com a segunda opção.

E a assessoria de imprensa? Bom, naquele post sobre SEO RP já deu para entender que esse segmento está mudando, ou você aprendeu sobre otimização de releases na faculdade? Tenho certeza que não. Atividades comuns como escrever aquele texto lindo falando bem da empresa provavelmente irão deixar de existir. Os releases atuais devem ser pensados com foco em internet, e não mais com a preocupação de sair em famosos veículos impressos, até porque segundo pesquisas recentes, os jornais também irão acabar. Sua empresa pode ter um anúncio naquele jornal importante, mas como o cliente vai saber se a marca realmente é interessante? Através de uma simples busca no Google, ou seja, aquele seu anúncio abriu portas, mas a fidelização do consumidor com certeza será por meio de alguma informação que ele conseguiu na internet.

Não quero assustar ninguém, é claro que essas mudanças são a longo prazo, o objetivo desse post é apenas fazer um alerta para empresas, profissionais e estudantes, é necessário entender que a web 2.0 (rumo a 3.0), não é uma moda passageira. Os costumes estão mudando, clientes e consumidores têm uma participação ativa e direta nas atividades das empresas e aquelas organizações que não perceberem isso, terão alguns problemas.