Redes Sociais para E-commerce

redes_sociais_ecommerceVocê tem sua loja virtual, expões seus produtos, mas como as pessoas chegam até seu e-commerce? E onde estão publicando suas opiniões a respeito dele? Apenas a foto e informações técnicas são suficientes para vender?

As redes sociais são a resposta para essas e muitas outras perguntas relacionadas ao aumento de vendas do seu e-commerce.

Por se tratar de uma plataforma de vendas online, a divulgação acaba sendo exclusivamente digital, então é aí que entram as redes sociais. A loja virtual é o canal principal e as redes funcionam como agregadores para levar visitantes até ele.

Essa divulgação pode ser feita pela própria marca e por meio de seus consumidores. Ao criar os canais sociais, a empresa terá uma extensão do seu negócio, nos quais poderá explorar seus produtos de outras formas.

Uma loja de roupas, por exemplo, por meio de uma rede de imagens, como Instagram e Pinterest, ou pelo Facebook, consegue criar looks e agregar às suas peças dicas de Moda com base em tendências, personagens ou algum evento do setor. Apenas a foto da camiseta do site talvez não seja suficiente para vender, mas ela inserida em um look com um conteúdo interessante com dica de como e onde usá-la podem aumentar as chances de o consumidor comprar o produto.

E que tal um conteúdo mais completo explorando seu e-commerce?

blog para e-commerceO blog é uma ferramenta essencial para o e-commerce. Além de agregar mais valor ao produto com informações completas de situações onde ele é necessário e como usá-lo, também é uma forma de deixar a empresa bem posicionada no Google.

Vamos pensar em uma loja virtual de artigos para esportistas. É comum o público desse negócio buscar por informações sobre dietas e exercícios físicos, uma oportunidade a ser explorada pela marca, que atrai o usuário para o blog e consequentemente apresenta seus itens como  uma solução para essa busca.

Os anúncios segmentados com foco na utilidade do produto para cada público específico também são uma forma de ajudar a divulgar seu e-commerce. No Facebook, por exemplo, é possível segmentar o anúncio de acordo com o perfil do usuário: sexo, idade, atividades, status de relacionamento e outras páginas que ele curte. Um e-commerce de cama, mesa e banho pode ter anúncios focados em enxovais direcionados para mulheres com status de noivas, uma forma de alcançar seu público de forma direta.

Quem melhor para divulgar seu e-commerce do que seu próprio cliente?

Diversas pesquisas indicam que os consumidores confiam muito mais na opinião de amigosdivulgação e-commerce e até mesmo desconhecidos do que na marca, afinal, são pessoas que já tiveram experiência com a empresa. Você pode ter um milhão de fãs, mas aquela consumidora que compartilhou um produto da sua loja em seu perfil com 10 amigos pode gerar muito mais conversões em vendas do que sua página.

Incentive o usuário a compartilhar informações sobre seus produtos, coloque no site as ferramentas automáticas de compartilhamento nas principais redes, crie hashtags específicas para os consumidores que querem publicar fotos da encomenda recebida, compartilhe em seus canais as publicações de consumidores. Ter um cliente como advogado da marca é uma das principais ferramentas de venda para o seu e-commerce.

Contudo, essa exposição também possui seu lado negativo. Lembra da pergunta lá no início do texto, onde as pessoas estão publicando suas opiniões a respeito do seu e-commerce? A resposta é simples, nas redes sociais.

Não é preciso estar lá para que elas falem sobre sua marca e o monitoramento desses canais é fundamental para evitar crises. Saiba o que falam sobre o seu negócio, responda, utilize essas informações como oportunidade de aprimoramento do negócio e tente solucionar na medida do possível todos os problemas publicados.

Então recapitulando, algumas dicas de como as redes sociais podem ajudar o seu ecommerce:

  1. Divulgação de produtos com conteúdo que agregam valor a ele;
  2. Utilizar os consumidores como advogados da marca;
  3. Ter um blog para explorar melhor os produtos e aparecer em buscas relacionadas ao negócio;
  4. Anúncios segmentados de acordo com o público-alvo do negócio;
  5. Monitoramento para identificação de oportunidades e prevenção de crises.

Tem alguma dúvida sobre como as redes sociais podem ajudar o seu e-commerce ou quer complementar o texto com mais informações? Deixe seu comentário!