Como alcançar sucesso em seus releases

Os clientes, algumas vezes, ficam perdidos quando o assunto é release. Por via das dúvidas, alguns acabam por achar que tudo pode ser motivo de interesse dos jornalistas. Ledo engano. Nem sempre é uma boa estratégia fazer releases com informações pobres ou apenas de interesse interno da organização. Um item básico para que o release, também chamado de sugestão de pauta, obtenha sucesso é que ele tenha potencial de notícia e traga um assunto novo, que realmente faça diferença para o público que deseja atingir.

Read More

Sala de Imprensa em seu site: um espaço que vai ajudá-lo na relação com a mídia

Os jornalistas navegam, pesquisam e acham aqueles que estão preparados para atendê-los. Sites com uma área dedicada à imprensa são o alvo perfeito para os profissionais que estão em busca de informações. Se você ainda não acordou para essa realidade é melhor se apressar, antes que os concorrentes o façam e acabem se tornando fontes para a mídia.

A área dedicada à imprensa – chamada de Imprensa, Sala de Imprensa, Imprensa na Mídia, Sala de Notícias e outros nomes que possam ser criados – deve ter press releases, notícias sobre fatos da empresa, dicas, sugestão de fontes especializadas, inclusive com um breve perfil de cada uma. Podem até chamar de corporativismo, mas um fato que jamais deve ser negligenciado é que jornalista dá credibilidade ao que outro jornalista escreve. Dessa forma, é necessário que um jornalista seja responsável pela área e que seu nome e registro apareçam para contatos.

Outra ação que a empresa deve estabelecer como básica e diária é o arquivamento de todo o material na própria área. Uma lista com releases pode ajudar o repórter a pesquisar assuntos já discutidos e que sejam de interesse para a próxima matéria. Sua empresa irá ganhar pontos com isso.

Embora essa área seja dedicada ao jornalista, ela pode ser aberta ao público, afinal é na Sala de Imprensa que você irá colocar o “clipping”, material divulgado na mídia sobre a empresa. O clipping dá credibilidade para quem acessa a área, afinal se sua empresa apareceu na mídia não foi à toa.

Um bom exemplo do uso de Sala de Imprensa você encontra no site da Vale do Rio Doce (www.vale.com.br). Ele tem uma área chamada “Imprensa” onde a empresa inclui notícias recentes sobre a Vale, press releases, imagens, material multimídia, sala de entrevistas, entre outros itens. No entanto, para acessar algumas dessas áreas, o site pede um cadastro.

Com o espaço dedicado à imprensa, a empresa tende a economizar tempo em ligações, troca de e-mails e ainda poderá ter um tráfego maior em sua página visto que os press releases são conteúdo original e estão cheios de palavras-chaves relacionadas à sua empresa. Os sites de busca avaliam a relevância de um site pelo conteúdo original e pelas palavras-chaves utilizadas no conteúdo das páginas.

Agora que você já sabe alguns dos benefícios que uma Sala de Imprensa pode trazer para sua empresa, que tal implementá-la em seu site? Fale com sua assessoria de imprensa.

BlogBlogs.Com.Br

O que é Assessoria de Imprensa?

Assessoria de Imprensa é uma atividade dentro da Comunicação Empresarial cujo objetivo é o fortalecimento da imagem de uma marca, produto ou empresa por meio da imprensa. O assessor de imprensa trabalha para que as notícias de seu cliente apareçam na mídia e com isso ele ganhe mais visibilidade junto aos seus públicos-alvos. Assessoria de Imprensa é uma atividade sem garantias, ou seja, nenhuma empresa pode garantir que sua marca estará no dia seguinte nos principais veículos do país, pois a assessoria de imprensa trabalha com espaços não pagos. Ela não compra matérias nos veículos nem pode pedir que o jornalista publique seu press release.

A Assessoria de Imprensa surgiu há mais de 100 anos nos Estados Unidos com a campanha do jornalista Ivy Lee para assessorar a Pennsylvania Railroad. Em 1906, ele inventou o “press release” para divulgar “notícias” sobre um grave acidente antes de a imprensa receber outras versões sobre a história.

Entretanto, há cerca de uns 10 anos, com o desenvolvimento da Internet, a atividade de assessoria de imprensa vem enfrentando mudanças profundas. E isso está acontecendo por dois principais motivos. O primeiro é que a mídia tradicional também está passando por uma grande transformação, com a queda no número de leitores de jornais e a redução das redações. Ao mesmo tempo, os blogs vêm ganhando cada vez mais importância. Segundo dados do Ibope/NetRatings, em junho de 2008, 11,7 milhões de brasileiros acessaram blogs, o que equivale a 51% das pessoas que acessaram a Internet. O que começou com umas poucas pessoas conversando sobre interesses comuns pela Internet tornou-se uma conversa entre milhões de blogueiros.

O segundo principal motivo são os sites de busca, como Google e Yahoo!. Antes do surgimento deles, os grandes grupos de comunicação controlavam as informações. A comunicação empresarial era uma via de mão única. Os assessores de imprensa divulgavam as notícias dos seus clientes na mídia e os leitores decidiam se elas interessavam ou não. Com o surgimento dos sites de busca, esse processo mudou. As pessoas não esperam mais passivamente pelas informações, elas mesmas vão buscar essas informações pelos mecanismos de busca. Com isso, as empresas já conseguem se comunicar diretamente com seu público, sem precisar estar presente na mídia  tradicional.

Com essas mudanças, o foco do trabalho de assessoria de imprensa está mudando. Ainda é importante trabalhar o relacionamento com os jornalistas, por conta da credibilidade dos veículos de comunicação tradicional que ainda influenciam os formadores de opinião. Mas o novo foco do trabalho não poderá ser exclusivamente os jornalistas.

Nesse ambiente em que o relacionamento entre empresas e consumidores está cada vez mais complexo, não basta conseguir matérias para os clientes. O desafio está em ajudar o cliente a se relacionar com o consumidor comum, pois ele ganhou força com as novas mídias. Com apenas um comentário em um blog, ele pode derrubar ou promover uma marca.

Por isso, está começando a aparecer no Brasil uma nova modalidade de relações públicas, a RP 2.0. ou PR 2.0. O foco desse trabalho não é somente ajudar a empresa a se relacionar bem com mídia tradicional, mas sim a atingir o próprio consumidor por meio da Internet.