Mídias Sociais para Profissionais Liberais

Mídias Sociais para Profissionais LiberaisÉ um profissional liberal e não sabe como divulgar seu negócio? As mídias sociais podem ser a solução para o seu problema!

Se você é médico, psicólogo, nutricionista, arquiteto ou outro profissional liberal, sabe que para conseguir clientes, sua reputação é fundamental, já que não estamos falando de uma marca e sim do seu nome. Então saiba que da mesma forma que a internet pode acabar com uma carreira, é essencial para construir e manter uma boa reputação e consequentemente conseguir mais clientes. Para ajudá-lo nessa jornada, separamos algumas dicas de como você pode usar as mídias sociais na divulgação do seu negócio

Ter um bom perfil pessoal nas Mídias Sociais

Lembre-se, na sua profissão liberal, o seu nome é o que garante o sucesso do negócio, então é importante que ele esteja ligado a coisas positivas e assuntos relacionados à sua área de atuação. Tem um perfil no Facebook? Ele é aberto à pacientes ou clientes? Então é importante sempre pensar duas vezes sobre o que está compartilhando. Caso não queira misturar trabalho com vida pessoal, crie uma Fan Page para compartilhar informações sobre sua área de atuação; compartilhe novidades, trabalhos realizados, artigos, seus serviços, faça com que as pessoas enxerguem você como uma referência no assunto.

Está no Linkedin? Não? Pois deveria! No Linkedin fica muito mais fácil você fazer essa separação entre profissional e pessoal, já que lá é uma rede exclusiva para você falar apenas do lado profissional. Deixe seu perfil bem completo, com as informações sobre sua carreira, premiações, especializações e trabalhos realizados. Além disso, participe de grupos de discussão e compartilhe seu conhecimento, ser reconhecido entre os profissionais da área é um primeiro passo para chegar até o seu público.

Ter um Blog

O blog é uma das melhores formas de construir uma boa reputação, além de ajudá-lo a ser encontrado. Quando as pessoas precisam de um advogado ou um arquiteto, além de pedir indicações, recorrer ao Google é uma das principais alternativas.  Pense em alguém que precisa de um projeto para seu apartamento pequeno, provavelmente essa pessoa irá fazer uma busca como  “arquiteto especializado em ambientes pequenos”, podendo encontrar o post que você escreveu, ou seja, alguém que escreveu sobre isso, realmente entende do assunto. E seu nome estará sempre ligado a esse assunto.

Mídias Sociais para Arquitetos

Diversos assuntos que um arquiteto pode trabalhar como temas em seu blog

 Faça com que as pessoas falem sobre você

Você com certeza é bom no que faz, certo? Também conhece sobre sua área de atuação? Então faça com que as pessoas saibam disso! Além de buscar no Google, o que as pessoas fazem quando buscam por um serviço? Perguntam, pedem indicações! Mesmo que não seja alguém conhecido, a opinião de outros usuários é muito mais valiosa do que você falando o quanto é bom. Além de convidar seus clientes para curtirem a página e compartilharem o conteúdo, conseguir depoimentos é essencial! Grave vídeos com pessoas satisfeitas com seu trabalho, algo simples, curto mesmo, feito no celular, e compartilhe no seu canal, tanto no Facebook, quanto no YouTube.

Seguindo essas dicas e fazendo um trabalho constante de construção e manutenção da sua reputação, ao buscar pelo seu nome na internet, sabe o que as pessoas irão achar? Um canal no Facebook com informações e dicas sobre sua área, um blog com conteúdo relevante e importante e análises bem feitas por um profissional que conhece o assunto, vídeos de pessoas que conhecem e já utilizaram seus serviços e falam bem de você, um perfil que participa de discussões e colabora com o mercado. Bom, eu contrataria esse super profissional e você?

Tem alguma dúvida sobre como divulgar seu negócio na internet? Fale conosco!

Planejamento de Redes Sociais em 5 passos

planejamento_redes_sociaisQuero colocar minha empresa nas redes sociais, mas não sei como começar!

Primeiro de tudo: planejamento! Sem ele, seu negócio não chegará a lugar nenhum e você será apenas mais uma marca entre outras milhares nas redes sociais.

Como fazer um bom planejamento de Redes Sociais?

Confira os 5 passos a seguir:

1. Quem será o responsável por esse trabalho?

Profissional de Gerenciamento de Redes SociaisAntes de ter o canal, é importante saber quem será responsável por essa gestão. Muitos gestores criam o perfil de qualquer jeito e depois não possuem tempo para atualizá-lo, o que resulta em uma página abandonada que prejudica a imagem do negócio.

É possível tanto terceirizar esse trabalho para uma agência especializada em Redes Sociais, quanto ter um profissional dentro da empresa responsável por isso, lembrando que em ambas as situações isso irá gerar custos, então já programe seu orçamento para isso.

2. Diagnóstico e Monitoramento Lembre-se: existem muitas redes sociais, mas sua empresa definitivamente NÃO precisaMonitoramento de Redes Sociais estar em todas elas! Nem todo mundo está no Facebook ou Twitter, por isso é importante saber primeiramente onde seu público está e quais são os canais prioritários para o seu negócio.

E como eu sei onde meu cliente está? Monitore! Há diversas ferramentas de monitoramento, nas quais você consegue monitorar palavras chaves relacionadas ao seu mercado e analisar aquelas que seu público possui maior presença, além das conversas relacionadas ao mercado que são geradas.

Existem tanto ferramentas pagas como Scup, Hootsuite, Seekr, entre outras, quanto gratuitas, que dependendo do número de menções do seu negócio, podem facilmente atender sua demanda, como Social Mention, Whos Talking, Brand Monitor e outras diversas.

3. Conteúdo 

WebwritingDepois de monitorar onde e o que seu público fala sobre sua marca, você já deu um passo muito importante para definir o conteúdo que será publicado. Com a análise feita no passo anterior, já é possível ter uma ideia de que tipo de conteúdo é interessante para seus clientes e que ao mesmo tempo podem ser relacionados com o seu negócio.

Não seja apenas mais um canal, tenha relevância, contribua com o dia a dia de seus fãs e seguidores. Que tipo de conhecimento a sua empresa possui, que poderá agregar uma informação importante para o seu público? Todo mundo gosta de fotos de bebês e gatinhos, mas se isso não tem nenhuma relação com seu negócio, não há porque utilizá-los no conteúdo.

Não esqueça de se  atentar também à frequência e horários de cada conteúdo de acordo com o que foi observado no monitoramento.

4. Criação e Gestão Gestão de Redes SociaisVocê criou seu planejamento, analisou os canais relevantes, monitorou palavras chaves, definiu o conteúdo e criou os canais, acabou? Não! Agora vem o trabalho diário de gestão! Tudo o que foi definido e analisado nos passos anteriores serão aplicados.

A identidade da marca é importante para a criação dos canais, desde o layout, até a descrição, nome de usuário e URL. O ideal é manter o mesmo nome de usuário para todos os canais. Se não é possível usar a própria marca, você pode acrescentar uma palavra chave relacionada ao negócio, como moda, tecnologia, saúde, entre outros, desde que seja possível para o seu cliente encontrar o perfil.

Com o conteúdo definido, lembre-se que rede social é relacionamento, portanto o canal exige uma conversa, troca de informações entre empresa e usuário, e não apenas a publicação isolada do conteúdo. 24 horas para responder um comentário já pode trazer graves consequências para o negócio, então fique sempre atento às interações.

5. Análise Fiz aqui meu planejamento, agora durante um ano minha estratégia de Redes SociaisAnálise de Redes Sociais já está pronta, certo? Não! Análise frequente é fundamental, o que funciona hoje, amanhã já pode não gerar resultado nenhum. Por isso é importante monitorar e identificar o conteúdo que gera mais interações, aqueles que levam mais visitas para o site, o melhor horário de posts, o tipo de post que dá mais retorno, dia da semana com mais usuários engajados, entre outras diversas informações que podem ser visualizadas tanto com ferramentas específicas, quanto nas próprias redes, que é o caso do Insights do Facebook  e o Analytics do YouTube, por exemplo.

Está com dificuldades de criar o planejamento para sua marca nas redes sociais? Nós te ajudamos! Deixe seu comentário!