Como usar o Pinterest para levar tráfego para seu blog

pinterestmarketing.jpg

Pouco explorado pelas empresas, profissionais autônomos e empresários, o Pinterest vem crescendo aos poucos aqui no Brasil. Criada em 2010, a rede social conseguiu em 2015 atingir a marca de 100 milhões de usuários ativos por mês e com um crescimento anual de 80%.

Normalmente o Pinterest é utilizado pelas pessoas para pegar referências e dicas por meio de imagens de decoração, culinária e para planejar compras e viagens. Porém, o que poucos sabem é que o Pinterest pode ser o principal de meio de levar o tráfego de seu blog ou site.

Dentro do Pinterest você pode incluir suas próprias imagens como infográficos, fotos e tutoriais sobre os conteúdos disponibilizados em seu blog. Para que você consiga levar tráfego para sua página, separamos abaixo algumas dicas para ajuda-lo nesse processo.

6 dicas como usar o Pinterest para levar tráfego para seu blog

1. Invista em imagens otimizadas para SEO

Para que sua imagem se destaque na rede social, o ideal é que seja implementada uma pequena descrição para que as fotos sejam otimizadas. Use sempre uma linguagem natural e simples para descrever o seu conteúdo e para fazer suas pesquisas.

Outra dica muito importante é não esquecer de acrescentar palavras-chaves em suas descrições, pois só assim os usuários conseguiram te encontrar e serem direcionados ao seu blog.

2. Redirecione os seus usuários para o seu Blog

Um dos principais erros cometidos pelas empresas quanto a utilização do Pinterest é deixar de preencher o Source do pin com o endereço do seu blog para o redirecionamento do usuário para sua página.

Sem essa função você perderá todo o tráfego e as visitas que aquela função poderia trazer para o seu blog. Coloque sempre um lembrete para que na hora que for subir o conteúdo e a imagem você acrescente o pin para que o usuário redirecionado corretamente.  

3. Veja o que os seus seguidores têm a dizer sobre sua marca

O Pinterest disponibiliza uma função onde é possível descobrir quais são os conteúdos postado por você mais pinados pelos usuários. Assim, você saberá o que o público está falando sobre o seu blog e conseguirá fazer mudanças para engajar ainda mais sua página.

Esta, com certeza, é uma forma de ouvir seus usuários e assim conseguir entender quais são os assuntos que mais interessam o seu público-alvo.

4. Faça postagens regularmente

O ideal é postar imagens regularmente em sua conta empresarial, pois o algoritmo do Pinterest leva em conta se você está realmente ativo na rede social. De acordo com uma pesquisa realizada pela Quinty, os usuários do Pinterest fazem cerca de 18 pins por dia, o que torna fundamental colocar sua marca dentro dessa plataforma.

Tente passar diariamente cerca de 10 a 15 minutos desenvolvendo pins e interagindo com os outros usuários presentes do Pinterest, assim você conseguirá levar mais tráfego para seu blog.

4. Incorpore o botão Salvar no seu Blog

Se o seu objetivo é levar tráfego até sua página, o melhor a ser feito é estimular o compartilhamento de seus conteúdos e fotos dentro da rede social. Por isso, é bastante interessante adicionar o botão Salvar em seu Pinterest.

Esse botão ficará do lado esquerdo nas imagens do seu blog e funcionará como um marketing boca a boca. Com certeza, essa é a melhor forma de saber se o seu público está gostando ou não do conteúdo publicado por você.

6. Siga pessoas e marcas influentes no mercado

Para criar maior interação e tráfego, é essencial seguir pessoas e marcas influentes no mercado, e compartilhar os seus conteúdos publicados. Assim, você conseguirá atrair um número maior de usuários interessados no que você está postando em seu Pinterest.

A plataforma possui uma função onde te mostra algumas sugestões de pessoas e marcas semelhantes à sua para você seguir. Uma dica importante é ter uma interação maior com os perfis que você segue para que eles também compartilhem os conteúdos do seu blog.

Dica Importante: Não esqueça de incluir o Pinterest Analytics em sua estratégia, pois essa ferramenta é extremamente importante para você saber se a linha que está seguindo está ou não dando certo. Além disso, ele te dará métricas do alcance e do crescimento da sua página, para que assim você consiga fazer as melhorias necessárias em seu blog e disponibilizar para seus usuários conteúdos relevantes.

Para você que deseja migrar sua conta pessoal para uma conta empresarial, basta acessar o link e clicar em “Convert Now”.

E você, já utiliza o Pinterest para sua marca? Comente abaixo o que acha dessa rede social.

Como usar o SlideShare para atrair tráfego

Já pensou em usar o SlideShare para atrair mais visitantes para seu site ou blog?

Lançada em 2006, o SlideShare é uma plataforma de compartilhamento de apresentaçõesmontadas no Power Point ou documentos no formato PDF. O conteúdo disponibilizado nesta rede é público, e qualquer usuário pode encontrar, visualizar e compartilhar suas apresentações

O compartilhamento de conteúdo interessante por meio do SlideShare pode aumentar significativamente a atuação online de uma empresa, expandido seu alcance de mercado e gerando maior tráfego para seu blog ou site. Trata-se, portanto, de uma excelente oportunidade de mostrar seu trabalho e fazer com que sua empresa seja reconhecida como especialista ou disseminadora de informações sobre determinado assunto.

Confira, a seguir, algumas dicas de como usar o SlideShare para aumentar o tráfego da sua página:

SEO

Criar e disponibilizar conteúdo original é uma das principais maneiras de melhorar a posição do seu site perante os mecanismos de busca. Nesse sentido, criar SlideShares é uma excelente estratégia de aprimorar o perfil online da sua empresa e fazer com que ela apareça com mais frequência nos resultados do Google.

Apresentações visuais e atraentes

O SlideShare é uma ferramenta que prioriza documentos de caráter didático, com uma apresentação mais visual e texto simplificado. Por isso, crie documentos com poucas frases e muitas representações visuais —como fotos, setas explicativas, tabelas e ícones.

Apresentações comerciais

O SlideShare é muito útil para a divulgação de apresentações comerciais, já que é uma ferramenta própria para isso. Você pode fazer um link do seu site diretamente para sua apresentação, tirando o peso do arquivo de sua página e trazendo velocidade na leitura do conteúdo.

Use chamadas para ação

Aproveite sua apresentação para incluir links que direcionem o leitor para seu site ou blog, sempre com a ideia de “saiba mais”. Isso deixa seu conteúdo mais rico e contribui diretamente para o SEO da sua página.

Disponibilize conteúdo viral

Preocupe-se em criar uma apresentação que una qualidade de informação ao profissionalismo, de modo que seu conteúdo seja inegavelmente atrativo e relevante. Além disso, não se esqueça de utilizar as redes sociais e incluir botões como “Recomendar”, “Compartilhar” ou “Enviar para um amigo”, facilitando o compartilhamento da sua apresentação.

E você, ja tentou usar o SlideShare? Comente abaixo se tem mais dicas para o SlideShare.

6 maneiras de usar o Instagram para Empresas

insta-blogVocê gostaria de usar o Instagram para sua empresa, mas não sabe por onde começar? Tem dúvida se a rede social, que é considerada a quinta mais popular do mundo, é interessante para seu negócio? Não sabe como conseguir mais seguidores para sua marca?

Não existe nenhuma mágica para fazer o Instagram da sua empresa bombar, mas existem algumas técnicas que irão ajudar muito seu crescimento. Por isso, selecionei abaixo as principais dicas que usamos para os nossos clientes e que estão dando certo.

Antes de tudo, acredito que o Instagram é mais indicado para negócios que têm boas imagens para compartilhar, como restaurantes, moda, acessórios, arquitetura, decoração, designers, etc. Se você tem uma empresa nesses segmentos, estão leia as dicas abaixo:

6 Dicas Poderosas para Marcas no Instagram

1-    Seja fiel a sua marca. Tenha certeza que o conteúdo que está publicando tenha relação com o que sua empresa acredita. Se o seu diferencial é a inovação, tente privilegiar esse tema no seu conteúdo;

2-    Invista nas imagens. Não adianta você colocar uma imagem comum e esperar que ela vá viralizar. Invista nas suas imagens, use fotos profissionais, mostre os diferenciais do seu produto ou empresa. Também aproveite as datas comemorativas, como dia das mães, Natal, dia dos pais, etc...

3-    Use Imagens Divertidas. Não publique apenas imagens do seu negócio ou produtos, inclua também imagens divertidas na sua estratégia de conteúdo;

4-    Tenha um cronograma. Não é necessário atualizar a conta diariamente para não cansar seus seguidores, mas tenha uma programação para não se esquecer de atualizar;

5-    Use Hashtags Populares. Conecte sua conta ao Facebook e use hashtags populares para conseguir mais seguidores;

6-    Engaje seu Público. Siga outros usuários e curta suas fotos para engajar seu público.

Eu espero que essas dicas ajudem você a criar conteúdo para seu Instagram!

O que você achou das dicas? Você já usou alguma dessas táticas no seu Instagram? Conte-nos abaixo nos comentários.

Planejamento de Redes Sociais em 5 passos

planejamento_redes_sociaisQuero colocar minha empresa nas redes sociais, mas não sei como começar!

Primeiro de tudo: planejamento! Sem ele, seu negócio não chegará a lugar nenhum e você será apenas mais uma marca entre outras milhares nas redes sociais.

Como fazer um bom planejamento de Redes Sociais?

Confira os 5 passos a seguir:

1. Quem será o responsável por esse trabalho?

Profissional de Gerenciamento de Redes SociaisAntes de ter o canal, é importante saber quem será responsável por essa gestão. Muitos gestores criam o perfil de qualquer jeito e depois não possuem tempo para atualizá-lo, o que resulta em uma página abandonada que prejudica a imagem do negócio.

É possível tanto terceirizar esse trabalho para uma agência especializada em Redes Sociais, quanto ter um profissional dentro da empresa responsável por isso, lembrando que em ambas as situações isso irá gerar custos, então já programe seu orçamento para isso.

2. Diagnóstico e Monitoramento Lembre-se: existem muitas redes sociais, mas sua empresa definitivamente NÃO precisaMonitoramento de Redes Sociais estar em todas elas! Nem todo mundo está no Facebook ou Twitter, por isso é importante saber primeiramente onde seu público está e quais são os canais prioritários para o seu negócio.

E como eu sei onde meu cliente está? Monitore! Há diversas ferramentas de monitoramento, nas quais você consegue monitorar palavras chaves relacionadas ao seu mercado e analisar aquelas que seu público possui maior presença, além das conversas relacionadas ao mercado que são geradas.

Existem tanto ferramentas pagas como Scup, Hootsuite, Seekr, entre outras, quanto gratuitas, que dependendo do número de menções do seu negócio, podem facilmente atender sua demanda, como Social Mention, Whos Talking, Brand Monitor e outras diversas.

3. Conteúdo 

WebwritingDepois de monitorar onde e o que seu público fala sobre sua marca, você já deu um passo muito importante para definir o conteúdo que será publicado. Com a análise feita no passo anterior, já é possível ter uma ideia de que tipo de conteúdo é interessante para seus clientes e que ao mesmo tempo podem ser relacionados com o seu negócio.

Não seja apenas mais um canal, tenha relevância, contribua com o dia a dia de seus fãs e seguidores. Que tipo de conhecimento a sua empresa possui, que poderá agregar uma informação importante para o seu público? Todo mundo gosta de fotos de bebês e gatinhos, mas se isso não tem nenhuma relação com seu negócio, não há porque utilizá-los no conteúdo.

Não esqueça de se  atentar também à frequência e horários de cada conteúdo de acordo com o que foi observado no monitoramento.

4. Criação e Gestão Gestão de Redes SociaisVocê criou seu planejamento, analisou os canais relevantes, monitorou palavras chaves, definiu o conteúdo e criou os canais, acabou? Não! Agora vem o trabalho diário de gestão! Tudo o que foi definido e analisado nos passos anteriores serão aplicados.

A identidade da marca é importante para a criação dos canais, desde o layout, até a descrição, nome de usuário e URL. O ideal é manter o mesmo nome de usuário para todos os canais. Se não é possível usar a própria marca, você pode acrescentar uma palavra chave relacionada ao negócio, como moda, tecnologia, saúde, entre outros, desde que seja possível para o seu cliente encontrar o perfil.

Com o conteúdo definido, lembre-se que rede social é relacionamento, portanto o canal exige uma conversa, troca de informações entre empresa e usuário, e não apenas a publicação isolada do conteúdo. 24 horas para responder um comentário já pode trazer graves consequências para o negócio, então fique sempre atento às interações.

5. Análise Fiz aqui meu planejamento, agora durante um ano minha estratégia de Redes SociaisAnálise de Redes Sociais já está pronta, certo? Não! Análise frequente é fundamental, o que funciona hoje, amanhã já pode não gerar resultado nenhum. Por isso é importante monitorar e identificar o conteúdo que gera mais interações, aqueles que levam mais visitas para o site, o melhor horário de posts, o tipo de post que dá mais retorno, dia da semana com mais usuários engajados, entre outras diversas informações que podem ser visualizadas tanto com ferramentas específicas, quanto nas próprias redes, que é o caso do Insights do Facebook  e o Analytics do YouTube, por exemplo.

Está com dificuldades de criar o planejamento para sua marca nas redes sociais? Nós te ajudamos! Deixe seu comentário!

10 erros do uso das Redes Sociais por empresas

Erros nas redes sociaisMuitas empresas já possuem as redes sociais como item obrigatório em suas estratégias de marketing e com o crescimento do mercado, é comum sermos surpreendidos com cases de sucesso e ações inovadoras. Contudo, há também o “lado negro” do marketing digital, empresas que se preocupam apenas em seguir a moda do Facebook, Instagram ou Twitter, mas que não se preocupam em realmente ter um canal de relacionamento.

Para não ser mais um case #fail, separamos os 10 principais erros do uso das redes sociais por empresas.

1. Falta de Planejamento

Planejamento Redes SociaisEsse é um dos principais enganos cometidos por empresas nas redes sociais e o que na verdade, acaba gerando outros erros a serem comentados aqui. Não bastar criar um canal social, é necessário ter uma estratégia definida, saber quais as redes mais utilizadas pelo seu público, o conteúdo que será relevante para ele, qual será a frequência de atualizações, entre outras diversas informações. Além disso, é importante sempre rever o planejamento, avaliar se a estratégia que foi definida está trazendo o retorno esperado e mudá-la caso seja necessário.

2. Estar em todas as Redes Sociais

Será que sua marca realmente precisa estar no Twitter, Facebook, Instagram, Pinterest, YouTube, Google+, Linked in e em outros diversos canais? O seu público está em todos essas redes?

Antes de escolher os canais nos quais sua empresa irá atuar, é importante avaliar quais realmente são relevantes para o seu negócio, aqueles que conseguirá atualizar com eficiência e principalmente, avaliar as redes que seu público utiliza. Se o consumidor do seu produto está todo no Facebook, por que perder tempo no Twitter? Novamente um erro causado pela falta de planejamento.

3. Falta de Interação

Falta de Interação nas redes sociaisSe quer usar as redes sociais para o seu negócio, é preciso entender que são canais de relacionamento, não é um monólogo e sim uma conversa. A empresa deve entender que ao abrir uma página no Facebook ou um perfil no Twitter, é porque está se colocando à disposição conversar com o usuário. Se a marca não está preparada para essa conversa, é melhor não ter o canal.

4. Vender! Vender! Vender!

Sim, as redes sociais são ótimos canais para vender produtos ou serviços, mas se você tentar fazer apenas isso, sua estratégia está errada! O usuário não entra no Facenook, por exemplo, para ficar vendo propaganda de empresas, é a mesma coisa que estar em um bar com amigos e entrar alguém no meio da roda querendo te empurrar um produto.

5. Falta de estratégia de Conteúdo

Vamos publicar a foto do gatinho que todo mundo gosta! Com esse conteúdo, você até pode ter várias interações, mas que benefícios isso irá trazer para o seu negócio? Publique conteúdo que seja relevante para o seu público e que possa ser relacionado ao seu negócio, não seja apenas mais uma marca nas redes sociais, agregue conteúdo de qualidade que chame a atenção do usuário e o faça enxergar sua empresa como uma fonte relevante de informações.

6. Bate boca com o usuário

Recebi uma reclamação e agora, o que fazer? Vou discutir aqui com usuário publicamente para todo mundo ver, certo? Errado! Você está em uma rede social e aberto a receber todo tipo de comentário, o importante é saber como dar andamento a cada um deles. Recebeu uma reclamação? A dica é: responda, mas evite um bate boca desnecessário, que ficará visível para todos os usuários, o ideal é sempre levar a conversar para o privado.

7. Falta de bom senso

Antes de publicar algo no canal da sua empresa, reflita: eu colocaria isso em um outdoor para todo mundo ver? Falaria isso pessoalmente para o meu consumidor? Bom senso é fundamental e esses 10 segundos de reflexão pode ser essencial. O usuário é cada vez mais exigente e uma palavra, uma imagem ou um vídeo mal interpretado pode provocar uma crise com enormes prejuízos para a empresa.

8. Perda do Timing

case snickers copa do mundoEstamos em época de Copa do Mundo e quando aconteceu a mordida do Suárez, muitas empresas aproveitaram o gancho para brincar com o acontecido ligando o fato ao seu produto, como o snickers, por exemplo.

O post recebeu diversos elogios e foi bastante compartilhado porque se aproveitou de uma situação do momento. Se a empresa tivesse publicado isso hoje, uma semana depois, teria o  mesmo resultado? Não! As redes sociais são feitas de espontaneidade, de momentos, saiba aproveitar esse timing da melhor forma.

9. Excesso de Conteúdo

Excesso de conteúdo nas redes sociaisEm um dia eu preciso falar do lançamento de um produto novo, de uma promoção que estamos lançando, compartilhar um post de um consumidor satisfeito, é dia das mães, tem uma arte comemorativa, mas também tem um artigo legal que eu preciso compartilhar. Pronto, o usuário já se irritou com sua marca e parou de segui-la!

Mais uma vez entra aqui o bom senso, você já está disputando atenção com milhares de informações que são compartilhadas nas redes sociais, então o mais importante é ter um conteúdo conciso e de qualidade, que chame atenção do usuário de forma positiva.

10. Você é uma marca, não uma pessoa Física

Você não irá compartilhar na página da sua empresa o mesmo tipo de conteúdo que publica no perfil pessoal. Muitas empresas confundem a informalidade e dinamismo das redes sociais e acabam tornando o canal algo muito pessoal, deixando que crenças e opiniões interfiram no conteúdo. Por mais que essas redes exijam sim um toque mais pessoal, é sempre importante lembrar que ali você está falando como uma empresa e tudo que for publicado será ligado como algo “dito” pela marca como um todo.

Já viu algum outro erro que não comentei aqui? Deixe seu comentário, vamos ampliar essa lista!